Search
Close this search box.

Startup demonstra uso da inteligência artificial para manejo da cana-de-açúcar

17 de agosto de 2023

Com a tecnologia, produtores de cana conseguem fazer a pulverização de defensivos de forma precisa e localizada, proporcionando uma redução média de 65% no uso de herbicidas
Compartilhe no WhatsApp
Startup demonstra uso da inteligência artificial para manejo da cana-de-açúcar

A startup de inteligência artificial no agro, Cromai, promoveu o CWXP 2023, com o objetivo de unir parceiros e clientes em um circuito de conhecimento e imersão no manejo digital da cana-de-açúcar. O evento aconteceu na Fazenda Sucuri, em Morro Agudo (SP), na região de Ribeirão Preto (SP), e reuniu cerca de 400 pessoas.

Os convidados puderam conhecer a tecnologia e entender na prática que é simples o uso de mapas georreferenciados para aplicação localizada. Com a Cromai, os produtores de cana conseguem fazer a pulverização de defensivos de forma precisa e localizada, proporcionando uma redução média de 65% no uso de herbicidas. Além disso, os diagnósticos e a inteligência da Cromai permitem ainda o aumento da produtividade e da sustentabilidade na cultura, por meio de um controle mais efetivo de plantas invasoras, redução do tempo de tratores em campo, e sua consequente queda no consumo de combustível e emissão de gás carbônico. 

manejo de cana de acucar com inteligencia artificial

O evento contou com quatro etapas: tecnologia Cromai, imageamento agrícola, metodologias de aplicação e cenários de manejo. Ao completar o circuito, o participante recebe um certificado sobre Manejo Digital.

Ao final, houve apresentação de cases de sucesso, como da Pedra Agroindustrial, e premiações para clientes e parceiros.

A Cromai foi a vencedora da 2ª edição do Prêmio Agrishow de Startups, neste ano. O prêmio contou com mais de 300 startups inscritas e teve 11 finalistas que apresentaram suas soluções na Arena de Inovação.

Por MundoGeo

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Com 2,8 milhões de toneladas, o Brasil se posiciona como o maior exportador global de algodão, ultrapassando os Estados Unidos
Medida é para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes de eventos climáticos extremos no Rio Grande do Sul. O arroz será vendido ao consumidor pelo preço tabelado de R$ 4 por quilo
Projetos de lei que reduziriam a dependência brasileira da importação de fertilizantes, impulsionando a produção agropecuária sustentável e tornando o País mais competitivo.
Mestre de torra da Mokado Lab de Cafés, da capital federal, supera 23 concorrentes e representará o Brasil no mundial da categoria, em Copenhagen, na Dinamarca