Search
Close this search box.

Simpósio sobre Sistemas Agroflorestais com Cacaueiro tem inscrições abertas

7 de outubro de 2022

O Simpósio ocorrerá nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro de 2022, de forma presencial, no município de Ilhéus (BA)
Compartilhe no WhatsApp
Simpósio sobre Sistemas Agroflorestais com Cacaueiro tem inscrições abertas
O objetivo desse Simpósio é promover a troca de experiências e conhecimentos sobre os aspectos tecnológicos e de sustentabilidade – Foto: Divulgação/Mapa

Estão abertas as inscrições para participar do Simpósio sobre Sistemas Agroflorestais com Cacaueiro – SSAF-Cacau. O evento será realizado em Ilhéus, na Bahia, entre os dias 30 de novembro e 1° de dezembro de 2022, de forma presencial. O SSAF-Cacau é realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), e a Cooperação Brasil-Alemanha para o desenvolvimento sustentável (GIZ).

O objetivo desse Simpósio é promover a troca de experiências e conhecimentos sobre os aspectos tecnológicos e de sustentabilidade (econômica, social e ambiental) de sistemas agroflorestais com cacaueiro, como modelo de agricultura sustentável recomendado para esse cultivo.

Com entrada gratuita, 200 participantes, entre produtores, pesquisadores, professores das ciências agrárias e ambientais, profissionais ligados a todos os segmentos da cadeia produtiva do cacau e alunos de pós-graduação poderão inscrever-se no site oficial do evento. O Simpósio também será transmitido ao vivo na data. 

A realização do Simpósio conta com a participação de vários parceiros: Sociedade Brasileira de Sistemas Agroflorestais – SBSAF, Associação das Indústrias Processadoras de Cacau – AIPC, Centro de Inovação do Cacau – CIC, Cocoa Action Brasil, Embrapa, UFSB (Universidade Federal do Sul da Bahia) e UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz), além de renomados palestrantes especialistas no assunto de diversas instituições colaboradoras.

Sistemas Agroflorestais

Os Sistemas Agroflorestais (SAF) são modelos de uso da terra onde plantas perenes, semi-perenes ou anuais são adequadamente arranjadas em sequências ou modelos espaciais específicos de acordo com seus requerimentos, de forma a utilizarem, de forma equilibrada, os recursos naturais disponíveis em determinado ambiente.

Além disso, a utilização da SAF contribui para reverter a degradação do solo, elevar a sua fertilidade e retenção de umidade, aumentar o sequestro de carbono e outros serviços ambientais, garantindo a diversificação de produtos economicamente capazes de gerar emprego e renda, portanto, gera benefícios econômicos, sociais e ecológicos.

No caso do cacau, além do tradicional SAF cabruca, predominante nos estados da Bahia e do Espírito Santo, onde o cacaueiro foi plantado sob árvores da Mata Atlântica, em todas as regiões produtoras, observa-se arranjos a inclusão de cultivos perenes, como a seringueira, açaí, coco, pupunha, ou com espécies florestais madeiráveis. Esses sistemas, além dos benefícios ecossistêmicos, diversificam as atividades econômicas dentro da propriedade, de forma a aumentar a lucratividade por unidade de área e minimizar os riscos de perda de renda devido a eventos climáticos fortuitos ou condições adversas de mercado.

Simpósio sobre Sistemas Agroflorestais com Cacaueiro

Data: 30 de novembro a 1º de dezembro

Local: Auditório da Ceplac, na sede da Coordenadoria Regional Pesquisa e Inovação, localizada no km 22 da Rodovia Ilhéus- Itabuna

Inscrições do Simpósio para 200 vagas até 20 de novembro ou até as vagas encerrarem

Inscrições podem ser feitas aqui

Fonte: Mapa

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Com maior disponibilidade de lavouras, produtores visam se capitalizar e/ou adiantar a colheita, comparativamente ao padrão sazonal de anos anteriores.
Durante a cerimônia da Abertura da Colheita também foi assinado um convênio entre o Ibraoliva e o Ministério da Agricultura e Pecuária
Por suas características únicas, os espumantes produzidos no Vale do São Francisco se destacam pela leveza, acidez, jovialidade e frescor
Três novas cultivares de nectarineiras foram lançadas em conjunto para proporcionar aos produtores disponibilidade de frutas nos pomares por mais tempo.