O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Receita e embarque de carne bovina

Os valores de exportações em fevereiro mostram queda em relação ao mesmo período do ano passado
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

Na base anual de comparação de dados da exportação de carne bovina do Brasil – tanto a receita como o embarque – em fevereiro de 2021, aparece queda frente ao mesmo período de 2020, com exceção do preço médio.

Segundo dados do MDIC, em fevereiro de 2021 a receita com a exportação de carne bovina do Brasil somou o equivalente a US$466,0 milhões, queda de 4,9% frente ao observado em janeiro de 2020 (US$490,0 milhões). Vale lembrar que o valor de 2020 foi recorde histórico e, apesar da queda, o valor de 2021 segue como o segundo maior indicador nos estudos. 

O embarque de carne bovina também apresentou queda em fevereiro (2021) de 7,6% comparado ao mesmo mês de 2020, somando 102,1 mil toneladas. É bom ressaltar que foi o segundo ano consecutivo em que o ritmo de embarques caiu em fevereiro, após o recorde observado em 2019, quando o país embarcou 115,0 mil toneladas de carne bovina.

Já o preço médio do produto exportado do Brasil, apesar da alta na base anual de comparação, em 2021, segue abaixo dos valores praticados no início da série – entre os anos de 2011 e 2012 – quando os valores da carne estiveram mais próximos de US$5,0/ kg.

Arroba do boi gordo

O preço da arroba do boi gordo em dólar, em fevereiro de 2021 foi de US$55,65, considerado o maior valor desde 2014.

Essa movimentação de alta do preço do boi gordo brasileiro em moeda americana tem contribuído para a queda na exportação de carne bovina do país neste início de 2021. Em janeiro, no Brasil (pelo Cepea), a arroba foi cotada em US$53,94; Uruguai US$52,86; Argentina US$48,15; EUA US$73,14 (MLA).   

Fonte: Cepea