Search
Close this search box.

Queijos: 5 termos queijeiros que você precisa conhecer

16 de março de 2024

Quando falamos de queijo, há uma gama enorme de nomes com tipos e sabores. No processo de fabricação não é diferente. Há uma vasta quantidade de nomes, mas que acabam sendo reconhecidos com termos e jargões por se tratarem de nomenclaturas científicas.
Compartilhe no WhatsApp
queijos 5 termos queijeiros que você precisa conhecer
Queijo azul mofado de Penicillium roqueforti, queijo de casca florida de Geotrichum candidum ao centro e queijo de casca lavada de Brevibacterium linens à esquerda Foto: Débora Pereira/Revista Profissão Queijeira

Há uma vasta quantidade de nomes, mas que acabam sendo reconhecidos com termos e jargões por se tratarem de nomenclaturas científicas.

A seguir, veja quais são os jargões mais populares no mundo dos queijos:

Vender queijo com a palavra bactéria não é a melhor ideia, não é? Mesmo que elas façam toda a diferença no sabor. Portanto, em vez de falar em bactérias, o termo francês “flore” ou o inglês flora é o mais utilizado, como o nome “casca florida”. Essa opção não precisar falar de mofo ou de bolores.

Já na arte da cura de queijos, a palavra mais usada tem sido “afinador” para designar quem matura queijos, abrasileirando a palavra francesa “affineur”.

Outra palavra do universo da maturação de queijos que não tem tradução é “morge”, aquela água turva que os curadores lavam seus queijos de de massa dura e semidura, para promover a transferência de floras de lotes de queijos mais velhos para queijos mais novos. Essa ninguém inventou outra e ficou morge mesmo.

Já para o líquido que lava queijos de massa mole, a expressão é “solução de lavagem” mesmo, pois ela é trocada a cada uso.

Por fim, “leveduração” é a palavra inventada na última edição da Profissão Queijeira, a revista francobrasileira para o público profissional que vive de queijo. Vem do francês “levuration” e significa processo inicial de cura de algumas famílias de queijo, que acontece em sala específica por 3 ou 4 dias.

Por Estadão

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Gravada e publicada em parceria com o Chef de cozinha Jimmy Ogro, a série que desmistifica a suinocultura a carne suína já soma quase 120 mil visualizações no Instagram
Uma jornada de imersão na pecuária de confinamento americana revela práticas inovadoras e abre novas perspectivas para o agronegócio brasileiro
A feira contou com 1500 animais de 160 expositores das raças Girolando, Gir Leiteiro, Holandês, Guzerá, Guzolando, Jersey, Simental e Búfalos
Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor