Search
Close this search box.

Cinco projetos de pesquisas na área da agricultura familiar são aprovados

16 de novembro de 2023

Pesquisas buscam fortalecer a cafeicultura, mandiocultura, bananicultura e forragicultura
Compartilhe no WhatsApp
Cinco projetos de pesquisas na área da agricultura familiar são aprovados
Bananicultura é uma das áreas contempladas com o edital da Fapemat

Cinco projetos de pesquisas nas áreas de cafeicultura, mandiocultura, bananicultura e forragicultura, para fortalecer a agricultura familiar em Mato Grosso, foram aprovados para receber apoio financeiro do Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

O Programa de Pesquisa Aplicada em Políticas Públicas, que surgiu de uma parceria entre a Fapemat, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), e a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar de Mato Grosso (Seaf-MT), para impulsionar o desenvolvimento do estado com foco na agricultura familiar.

O programa tem como meta acolher e apoiar projetos de pesquisa que contribuam significativamente para o avanço das áreas de agricultura familiar, em parceria com Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs), definidas como órgãos ou entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos que tenham a pesquisa como parte integral de sua missão institucional.

Os projetos foram analisados e aprovados cinco propostas

Foram analisadas e aprovadas cinco propostas, sendo duas na área de cafeicultura, uma de mandiocultura, uma de bananicultura e uma de forragicultura – estudo das plantas destinadas à alimentação animal.

A apresentação de cada projeto deve ter a duração de 3 minutos, destacando resultados esperados, características inovadoras e potencial de inserção no mercado.

No mínimo 5% do valor solicitado à Fapemat deve ser destinado a ações de divulgação digital do projeto para a sociedade mato-grossense.

Os projetos apoiados terão um prazo máximo de execução de 24 meses, podendo, em casos excepcionais e devidamente justificados, ser prorrogados por até 6 meses.

De acordo com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Allan Kardec, as pesquisas reforçam a importância da agricultura familiar, fortalecendo a posição do segmento no cenário econômico e social.

“Dos alimentos mais consumidos, 70% vêm da agricultura familiar, produzidos por pequenos produtores no abastecimento familiar, comercializando o restante. Daí a necessidade de incrementar pesquisas aplicadas com base tecnológica e de inovação, gerando mais empregos e renda nos sistemas agrícolas diversificados em nosso estado”, ressaltou o presidente da Fapemat, Marcos de Sá Fernandes da Silva.

Por Mídias News

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.