Search
Close this search box.

Projeto para fortalecimento da produção de cacau vai beneficiar mais de 3 mil produtores rurais

15 de maio de 2023

Projeto coordenado pela FAO e o Mapa, por intermédio da Ceplac/SDI, tem duração prevista de quatro anos, com um investimento de U$ 4,7 milhões destinados à conservação da Mata Atlântica
Compartilhe no WhatsApp
Projeto para fortalecimento da produção de cacau vai beneficiar mais de 3 mil produtores rurais

Com o objetivo de fortalecer o Sistema Cabruca, revitalizar lavouras e beneficiar cerca de 3 mil produtores de cacau do sul da Bahia, o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), por meio da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Irrigação e Cooperativismo (SDI)/Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) lançaram , em Salvador (BA), o projeto “Conservação da Mata Atlântica por meio do manejo sustentável de paisagens agroflorestais com cacaueiros (GEF-Cabruca)”.

Financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), o projeto coordenado pela FAO e o Mapa, por intermédio da Ceplac/SDI, tem duração prevista de quatro anos, com um investimento de U$ 4,7 milhões destinados à conservação da Mata Atlântica, à inclusão produtiva e melhoria da qualidade de vida das populações rurais. Ações que visam fortalecer o Sistema Cabruca (modo de cultivo agroflorestal, que utiliza a sombra de árvores nativas para a produção de cacau), revitalizar 50 mil hectares de lavouras de cacaueiras e transformar 1,6 milhão de hectares de paisagens no estado da Bahia.

De acordo com a diretora da Ceplac, Lucimara Chiari, este é um projeto promissor para a região cacaueira tradicional do sul da Bahia. “O GEF-Cabruca possibilitará ao cacauicultor produzir de forma sustentável, preservando a paisagem local e a biodiversidade e, ainda, ampliar a produtividade, a rentabilidade e a qualidade do fruto, promovendo uma transformação socioeconômica e ambiental. Esse é o legado que queremos deixar para a região sul da Bahia”, completou.

O representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, destacou a cooperação entre todos os atores envolvidos e comemorou a “feliz coincidência de termos um projeto realizado no início da Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas”. Ele ressaltou também a importância dos agricultores e agricultoras na produção de cacau sustentável, voltado para a conservação da floresta, destacando a relevância e o protagonismo das mulheres rurais nesse processo.

Com Mapa

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.
Em grande parte do Rio Grande do Sul, a colheita de arroz já foi finalizada