Search
Close this search box.

Projeto de aquicultura do IFRR concorre a prêmio nacional

20 de janeiro de 2023

Projeto criou aplicativo que oferece informações básicas e de fácil compreensão para pessoas com baixa escolaridade que desejam trabalhar com a criação de peixes
Compartilhe no WhatsApp
Projeto de aquicultura do IFRR concorre a prêmio nacional
O projeto “Desenvolvimento de Aplicativo Extensionista para Pequenos Piscicultores”, do Campus Novo Paraíso, é um dos 11 finalistas dos 168 avaliados para o Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Científico. – Fotos: Ascom/IFRR

O Projeto “Desenvolvimento de Aplicativo Extensionista para Pequenos Piscicultores” que criou um aplicativo para smartphone Android executado no CNP (Campus Novo Paraíso) do IFRR (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima), foi classificado entre os 11 finalistas para o Piec (Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Científico)

A premiação é de abrangência nacional e, para a classificação dos finalistas, uma análise de 168 projetos foi realizada. Agora, até o dia 24 de janeiro, o público pode votar para escolher os premiados acessando o link https://www.piec.eco.br/vote-piec-plural.

Promovida por um conjunto de empresas privadas voltadas para consultorias, serviços tecnológicos e gestão, com apoio não governamental, a iniciativa visa reconhecer a prática científica desde a 1ª série do ensino fundamental até o 4.º ano do ensino médio.

O autor do projeto, o estudante do curso técnico em Aquicultura do CNP Ivan Carneiro, afirmou que não esperava ter esse reconhecimento que já alcançou apenas estando entre os finalistas do prêmio. “Nunca pensei que aquele pequeno projeto de criar um guia para ajudar pequenos produtores de peixe do meu estado iria entrar em um concurso como esse”, comentou.

Segundo ele, participar da elaboração do projeto, que teve a orientação do professor do CNP Ellano Silva, foi muito importante para a vida acadêmica que vem desenvolvendo, devido à alta absorção de conhecimentos promovidos pelo curso de Aquicultura, além dos estudos a mais e da pesquisa que a ação exigia para o alcance de resultados.

“Com o projeto, pude unir meu gosto pela aquicultura e tecnologia, reunir mais e novos conhecimentos, além de ajudar pequenos piscicultores que enfrentam muitas dificuldades no início do processo de criação. Ainda estou sem acreditar nos resultados já colhidos com essa classificação, em que, além de eu ter a oportunidade de aprender, fazer coisas de que gosto e estudar, tenho recebido reconhecimento por isso”, relatou o estudante, declarando estar ainda sem acreditar na classificação para o prêmio entre mais de 100 outros projetos.

O professor orientador do projeto, Ellano Silva, destaca a importância de um projeto do IFRR concorrer a um prêmio como esse, que, segundo ele, além do reconhecimento em forma de divulgação do curso e do instituto, premia com equipamentos a instituição do autor ou autora .

“Esse tipo de concurso premia projetos de pesquisa/ensino que, muitas vezes, não têm tanta visibilidade, apesar do caráter de inovação. É importante estar nessa premiação, pois o Piec promove a divulgação dessas iniciativas, incentivando mais o trabalho de pesquisadores e estudantes”, declarou Silva.

O Projeto

ivancarneiro1
O autor do projeto, o estudante do curso técnico em Aquicultura do CNP Ivan Carneiro.

Para a elaboração do projeto, estudante e professor levaram em conta dados como o de que atualmente o Estado de Roraima utiliza apenas 50% da capacidade de produção de peixes, embora exista crescente demanda por pescado, principalmente na Região Norte do Brasil.

Um dos motivos para esse fato, apontado no projeto, é a possível escassez de extensionistas rurais e de técnicos que prestem assistência aos pequenos produtores, diante da necessidade de conhecimentos e técnicas básicas sobre qualidade de água, biometria, arraçoamento, entre outros, para o início da criação de pescado, dificultando a atuação de piscicultores no estado.

Diante disso, o projeto foi criado com o objetivo de desenvolver uma solução tecnológica usando a plataforma APP Inventor-MIT, ambiente gratuito que visa facilitar o desenvolvimento de aplicativos. Essa aplicação apresentará informações básicas, didáticas e de fácil compreensão para qualquer pessoa que deseje começar um empreendimento de cultivo de peixes redondos, como o tambaqui.

Após elaboração e testes, o aplicativo será disponibilizado gratuitamente pela loja de aplicativos Googleplay e também enviado em grupos do aplicativo de mensagens Whatsapp, de forma a atingir o maior público possível.

O projeto “Desenvolvimento de Aplicativo Extensionista para Pequenos Piscicultores” foi financiado pela Pró-Reitoria de Extensão do IFRR, por meio de edital do Pipex (Programa Institucional de Incentivo a Projeto de Extensão).

Premiação

A instituição de origem do projeto vencedor da votação ganhará R$ 2.000 em equipamentos de ensino. Além da votação popular, os projetos concorrem, em categorias distintas, com voto de especialistas, a uma premiação de até R$ 3.500 para estudantes, professores e professoras.

Por Roraima em Foco

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Nelore e anelorados representam 80% do rebanho bovino nacional. Entidade desenvolve ações de fomento e valorização da raça
Tudo pronto para a realização do 2º Fórum Nacional do Leite, dias 16 e 17 de abril, na sede da Embrapa, em Brasília (DF); organização promete abrangência nas discussões.
O Paraná é o segundo maior produtor de leite do Brasil. Foram 3.626.378 de litros entregues a laticínios em 2023
Família Alberti recebe amigos e competidores para a 1a. etapa das Copas CHBV de Ranch Sorting e Team Penning.