Search
Close this search box.

Produtores rurais do Maranhão investem na piscicultura como alternativa

13 de janeiro de 2024

120 produtores rurais que decidiram investir na piscicultura
Compartilhe no WhatsApp
Produtores rurais do Maranhão investem na piscicultura

Nos últimos dois anos, aproximadamente 120 produtores rurais que decidiram investir na piscicultura nos municípios de Vargem Grande, Chapadinha, São Benedito, Anapurus e Duque Bacelar, no estado do Maranhão, têm obtido bons resultados.

Para compartilhar experiências e resultados positivos na cadeia produtiva o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), e o Sindicato dos Produtores Rurais de Vargem Grande (Sindivargem) realizou um dia de campo, focado nos resultados favoráveis da piscicultura.

O produtor rural José Francisco Reis Sousa, dono do Sítio Peixe Vivo e anfitrião do Dia de Campo, relatou que, há três anos, iniciou a atividade produzindo entre 5 e 7 toneladas de peixe, mas em 2022 a produção mais que dobrou, alcançando 15 toneladas. A expectativa é manter essa média de produção agora em 2024, vendendo uma média de 300kg a 500kg por dia para peixarias, restaurantes e atravessadores.

José Francisco destaca a importância da assistência técnica e gerencial fornecida pelo Senar, que trouxe avanços significativos na produção. Ele compartilha que, com o apoio técnico, aprendeu novas práticas de manejo e tecnologias, proporcionando um crescimento mais rápido e eficiente da produção.

O técnico de campo Natan Lisboa, responsável por acompanhar José Francisco e outros 24 piscicultores da região, destaca os resultados positivos obtidos pelo grupo, atraindo o interesse de outros piscicultores locais para futuros programas de assistência técnica.

A iniciativa não apenas impulsionou a produtividade e o lucro nas propriedades rurais, mas também transformou vidas e fortaleceu a economia local, segundo Raimundo Coelho, presidente da Faema.

Durante o Dia de Campo, foram apresentadas novas tecnologias e oportunidades de manejo e negócios. Destaque para a tecnologia de berçários em tanque suspenso e o processamento do pescado, agregando valor e aumentando significativamente os lucros dos produtores rurais.

O piscicultor Mário do Peixe compartilhou suas técnicas de filetagem e transformação de peixes em produtos diversificados, resultando em um aumento considerável de faturamento.

O evento também ofereceu palestras práticas sobre os resultados das tecnologias implantadas nas propriedades assistidas e a apresentação de produtos e serviços de empresas parceiras, evidenciando o potencial de crescimento e fortalecimento da piscicultura na região.

Fonte Pensar Agro

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira