Search
Close this search box.

Produtores de suínos norte-americanos querem fazer negócios no Brasil

26 de março de 2024

Os investidores precisam entender as condições econômicas, demográficas e sociais
Compartilhe no WhatsApp
Produtores de suínos norte-americanos querem fazer negócios no Brasil

Interessada em conhecer como funciona a produção da carne suína, uma comitiva com mais de 20 produtores norte-americanos de carne suína, da National Pork Producers Council (NPPC), está no Brasil realizando uma missão de negócios entre nesta semana. As visitas iniciam em Chapecó (SC) e terminam em São Paulo (SP).  A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) apoia a iniciativa.

A apresentação de boas-vindas foi em parceria com a FIESC realizada pelo gerente executivo do SESI, SENAI e IEL na regional Oeste, Jardel Carminatti, que apresentou um panorama das indústrias e da produção de Santa Catarina e, principalmente, dados da região. “Como Federação expressamos o potencial que há no Oeste.

image 18
Produtores de suínos norte-americanos querem fazer negócios no Brasil

Os investidores precisam entender as condições econômicas, demográficas e sociais. Informações são essenciais para avaliar o potencial de retorno sobre o investimento como também a relevância do setor.” 

A presidente da World Trade Center Joinville, Daniella Abreu, destacou que todos são produtores e que desejam conhecer e compreender o funcionamento do setor de produção da carne suína local. “Os objetivos que podem surgir desta visita são diversos.

Exportação ou importação de ração para a criação de suínos, aquisição de uma empresa local ou estabelecimento de parcerias para produção. São várias as possibilidades que podem ser exploradas a partir dessa missão.” 

O perfil da comitiva é variado, segundo Daniella. “Há um produtor de cada região dos Estados Unidos e de todos os tamanhos, pequeno, médio e grande.” A rota foi uma sugestão da World Trade Center. “Eles estavam interessados em visitar o Brasil pelo reconhecimento da potencialidade produtiva de suínos e outras proteínas animais. Assim, nós sugerimos essa agenda, fizemos questão de mostrar Santa Catarina”, falou a presidente.   

O objetivo da World Trade Center, maior associação empresarial internacional do mundo, foi organizar encontros e eventos menores entre representantes brasileiros de produtores de carne suína, além de associações e federações que possam atuar como facilitadores de exportação. Após a visita em Santa Catarina, a comitiva segue para São Paulo para reuniões com outros estados incluindo Agência do Estado do Paraná – Invest Paraná, Comissão de Alimentos e Bebidas do Paraná da Federação das Indústrias do Estado do Paraná e associações. 

Fonte: Fiesc 

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira