O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Produção de arroz atravessa momento histórico

Embarque em Terminal Logístico do Arroz trará mais competitividade para as exportações do grão e agilidade aos processos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com um território que chega a 1,7 milhão de hectares no Brasil, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o arroz é o 3° cereal mais cultivado no país, perdendo para a soja e para o milho. Na esfera global, o Brasil o 9° maior produtor do grão, ficando atrás apenas dos países asiáticos. Na região, o ranking é liderado pela China, com uma produção anual estimada em 211 milhões de toneladas, enquanto a do Brasil é de quase 11 milhões.

Os estados brasileiros que mais contribuem com estes números são Rio Grande do Sul e Santa Catarina, correspondentes a 70% e 10% de toda a produção respectivamente, aponta a Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz).

A produtividade do arroz tem aumentado ao longo dos anos. Para o pesquisador da Embrapa, Colombari, o aprimoramento técnico do agricultor foi fundamental para isso: “O produtor está cada vez se especializando mais em relação ao manejo da cultura, que é o momento de entrada da água, e a tecnologia de controle de plantas daninhas”.

Ele também explica que o uso de algumas tecnologias permite que os agricultores diminuam de 6 para uma a aplicação dos agrotóxicos, o que reduz o custo da produção e amplia a eficiência.

O melhoramento genético também é considerado uma vantagem do arroz brasileiro. Segundo Colombari, a Embrapa coloca no mercado 150 kgs a mais de grão genético por ano, o que rendeu mais de duas toneladas considerando em 20 anos.

Em meio a esse conjunto de boas notícias, mais uma vem para integrar o grupo: o primeiro embarque de arroz pelo novo Terminal Logístico do Arroz (TLA) se tornou um marco histórico para o setor arrozeiro gaúcho. A avaliação é novamente de Fedearroz. As 28 mil toneladas com destino para a Costa Rica, primeira carga de um total de 75 mil toneladas previstas para aquele país, inauguraram na terça-feira, 6 de abril, as operações do local que fica no Porto de Rio Grande (RS).

O presidente da Federarroz, Alexandre Velho, esteve no local para acompanhar o momento. “A Federarroz acompanhou com grande satisfação o embarque de arroz em casca no Terminal Logístico do Arroz de 28 mil toneladas com destino para a Costa Rica. Essa era uma antiga reivindicação do setor, este projeto de modernização. O local trará mais competitividade à exportação e, consequentemente, mais agilidade ao processo”, observou.

A expectativa é que novos embarques sigam ocorrendo ao longo do ano. O Terminal Logístico do Arroz ocupa o antigo terminal da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) e tem capacidade para 60 mil toneladas. O anúncio do novo local para as exportações do grão foi feito no ano passado, durante a solenidade da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, ocorrida na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS).

Fonte: Fedearroz

Ouça o artigo
Ouça
o artigo