Plano de ação 2021-2024 do Programa Agro 4.0 está disponível online

O documento define prioridades e campos tecnológicos levando em conta a integração de áreas tecnológicas importantes para o trabalho dentro do agronegócio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

As estratégias digitais e ações para incentivar soluções tecnológicas e acesso à internet no campo estão disponíveis no Plano de Ação para o período 2021-2024, publicado no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O documento foi aprovado no começo do mês de abril pela Câmara do Agro 4.0, coordenada pelo Mapa e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações (MCTIC), em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

O diretor de Apoio à Inovação para Agropecuária, Cleber Soares, explica que há grande expectativa do setor agropecuário em relação à transformação digital. “O plano norteia as prioridades em termos de políticas públicas para esse grande eixo estratégico que é a agricultura digital”.

O documento define prioridades e campos tecnológicos levando em conta a integração de importantes áreas como a conectividade, a agricultura e pecuária de precisão, os avanços em inteligência artificial, machine learning, mineração de dados, realidade aumentada, cloud computing, big data, internet das coisas, computação holográfica e outras tecnologias.

“A agenda Agro 4.0 levará ao campo conectividade, informação qualificada, tecnologia e inovação, elementos essenciais para manter o Brasil como protagonista no Agro global”, diz o coordenador-geral de Inovação Aberta, Daniel Trento.

A importância do tema engloba ainda novos modelos de negócio, entendendo o contexto de inovações crescentes para gerar emprego e renda tanto para as empresas como para os produtores rurais.

Agricultura Digital

A Agricultura Digital como foco das políticas de inovação para o setor agropecuário brasileiro define prioridades e campos tecnológicos levando-se em conta a integração de áreas importantes. Dessa forma, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento tem conduzido diversas frentes de trabalho para a promoção da inovação em agricultura digital no país com foco em:

– Promover um ambiente de inovação propício à inserção dos produtores na era da agricultura digital;

– Desburocratizar processos que atrasam a adoção de novas tecnologias na agropecuária, antes da porteira, dentro da porteira e depois da porteira;

– Promover esforços voltados para ampliar a conectividade nas áreas rurais do país em interação com empresas, startups, órgãos reguladores e o Ministério das Comunicações;

– Promover o uso de plataformas para organização e promoção de serviços agropecuários ligando todos os elos da cadeia, marketplaces, geração e disponibilização de informações e dados abertos ou não para conexões de ciência, Tecnologia e inovação, e geração de negócios;

– Promover a cultura da inovação digital agropecuária no país.

Neste contexto, o MAPA, MCTI, CNA e OCB coordenam, em parceria com centenas de instituições, a Câmara Agro 4.0 – instância estratégica de discussão e integração de esforços para agricultura digital no Brasil. A agenda indutora e direcionadora da Câmara Agro 4.0 está pautada sobre um Plano de Ação para o para o período 2021- 2024, que pode ser acessado no site do MAPA.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

Relacionadas

Leia também