O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Pirarucu de manejo na lista de produtos subvencionados pela PGPM-Bio

No sudoeste do Amazonas, os pescadores do município de Carauari foram os primeiros a receber o pagamento da subvenção para o pirarucu de manejo feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Nesta etapa - iniciada no final de novembro de 2020 - foram liberados R$ 28.057,32 para a Associação de Moradores Extrativistas da Comunidade de São Raimundo. O valor envolve a produção de 33,8 mil quilos do pescado e cada participante tem direito a um prêmio de cerca de R$ 1.500.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

A ação foi executada pela Conab

No sudoeste do Amazonas, os pescadores do município de Carauari foram os primeiros a receber o pagamento da subvenção para o pirarucu de manejo feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Nesta etapa – iniciada no final de novembro de 2020 – foram liberados R$ 28.057,32 para a Associação de Moradores Extrativistas da Comunidade de São Raimundo. O valor envolve a produção de 33,8 mil quilos do pescado e cada participante tem direito a um prêmio de cerca de R$ 1.500.

O pirarucu de manejo foi incluído no ano passado na lista de produtos subvencionados pela Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio), ação executada pela Conab. São 17 produtos extrativos que podem receber subvenção da PGPM-Bio.

O auxílio é concedido sempre que os pequenos produtores comprovam a venda por valores abaixo do mínimo. No caso do pirarucu de manejo, além da nota fiscal de venda, os produtores têm de apresentar a guia de trânsito para o pescado e a autorização de cota, ambos emitidos pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo dados do Ibama, o potencial de atendimento a esse segmento é superior a R$ 9 milhões, o que contemplaria mais de 5,4 mil famílias de pescadores no Amazonas.

Em 2020, a Conab liberou mais de R$ 24,9 milhões em prêmios da PGPM-Bio, contemplando 10.870 extrativistas. No total foram subvencionadas 34.370 toneladas de produtos extrativistas – quantidade recorde da política. Neste ano, as subvenções destinam-se principalmente aos produtos: babaçu, pequi, pinhão, açaí, umbu, mangaba e borracha.

O pirarucu quase desapareceu dos rios e lagos amazônicos

Podendo chegar a 3 metros de comprimento e 200 quilos de peso, o peixe, conhecido como ‘bacalhau da Amazônia’, foi vítima da sobrepesca e ameaçado de extinção. Apesar de colossal, o pirarucu (Arapaima gigas) quase desapareceu dos rios e lagos amazônicos. Mas graças a um programa de manejo, realizado por cientistas do Instituto Mamirauá com base no conhecimento das comunidades tradicionais de, o peixe voltou a ser abundante na região das reservas Mamirauá e Amanã, a 500 km Manaus, no coração da Amazônia.

Fonte: imprensa@conab.gov.br

Por Equipe Agrovenki

Foto Divulgação