Search
Close this search box.

Pecuarista aumentou em seis vezes a taxa de lotação na recria de gado de corte

20 de fevereiro de 2023

Projeto inovador une pecuária de corte à sustentabilidade ambiental e ao bem estar animal
Compartilhe no WhatsApp
Pecuarista aumentou em seis vezes a taxa de lotação na recria de gado de corte

Quem trabalha com o agronegócio sabe que o resultado final financeiro da propriedade depende de uma série de fatores aliados a muita dedicação. E, foi com foco no empreendedorismo, ciência, pesquisa, tecnologia e muito planejamento que a visionária pecuarista Chris Morais conseguiu aumentar em seis vezes a taxa de lotação na recria de gado de corte, saltando de 30 para 200 cabeças distribuídas em 24 hectares.

Batizado de “Mega Lavoura de Arroba”, o projeto está localizado no Aerorancho, no município de Barretos, interior paulista e tem como meta para abate o animal precoce com até dois dentes, ou seja, até 18 meses.

E, além do ótimo resultado no quesito financeiro, a pecuarista é certificada pelo o Cadastro Ambiental Rural (CAR) com excedente de Reserva Legal no bioma em que é localizada a propriedade. “Nenhum animal de produção entra nessas áreas de reserva e nascentes, que são preservadas e certificadas”, destacou Chris Morais que também é engenheira civil.

E, para alcançar esse resultado foi investido muito trabalho tanto em relação à pastagem com análise de solo em cada pasto, implantação de três tipos de gramíneas, planejamento rotacional dos pastos, em cima dos lotes, além de contar com um time de profissionais dedicados e especializados na cadeia produtiva da pecuária como zootecnista, engenheiro agrônomo, veterinário.

“Cada animal quando entra na propriedade, temos um protocolo, são brincados, identificados no sistema que fica na nuvem, e com isso a cada mudança de pasto, entrada no tronco de contenção, alteração de dieta, ou uma cura, temos o controle de cada animal e cada pasto. Pilares como evitar compactação do solo, das pastagens, temos rotação de pastagem constante, ao longo do ano. Aqui temos também fibra ótica na propriedade inteira”, explicou Chris.

Para a pecuarista, o futuro da pecuária sustentável já vem sendo mostrado pelo Brasil, que é exemplo para o planeta inteiro. Produzir mais dentro da mesma área, com ciência, pesquisa e tecnologia, sustentabilidade ambiental e financeira, com planejamento e preservando as florestas é o futuro da pecuária que já vem sendo implantando.

“Estudos mostram que a pecuária brasileira gera crédito de carbono, e em especial, as áreas que tem a produção da pecuária tendo o CAR com excedente ambiental. E, o CAR é conduzido pelo rígido código florestal brasileiro, o código mais rígido do mundo. Eu já faço a minha parte, sou certificada no CAR com excedente ambiental, portanto produzo quilo de carcaça com sustentabilidade ambiental”, destacou.

Bem estar animal é prioridade na fazenda

Na propriedade, além da sustentabilidade o bem estar animal é outro pilar da produção “Mega Lavoura de Arroba”. Na terminação é utilizado vagão autocarregável de última geração com balança, para os lançamentos da batida da mistura (silo e demais itens), com segurança alimentar em cima da evolução de idade/peso.

Toda a propriedade foi planejada para oferecer bem estar aos animais, desde o local de cada porteira, corredores, cocho de alimentação e de água. Até a utilização de bandeiras, curral anti-stress, porteira giratória no curral, linha de espera, porta de segurança, tronco de contenção, com balança eletrônica, embarque e desembarque de animais, até mesmo o caminho que as carretas de entrada e saída de animais, o caminho e curvas, priorizando o bem estar animal em todo o processo de engorda.

“Priorizamos aqui o bem estar animal, como amo cavalos, eu sou praticante de hipismo adestramento clássico, já fui campeã brasileira de adestramento, então com a produção da pecuária de corte, reformei a fazenda, fiz investimentos pesados, até mesmo em mudar linha de energia, inseri tudo, para priorizar o bem estar animal na propriedade inteira”, enfatizou.

Crédito da foto em destaque: Divulgação/Chris Morais

Agronegócio cresceu 28% em relação ao ano passado em SP

Chris Morais também exerce atualmente o cargo de Presidente da Câmara Setorial da Pecuária na Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. Segundo ela, o agronegócio em São Paulo cresceu no último ano 28% em relação ao ano passado, e é responsável por 21% dos empregos formais e 14% do Produto Interno Bruto (PIB) paulista.

Segundo ela, tais números revelam a responsabilidade do produtor rural paulista, gerando renda, emprego e cidadania para mais de dois milhões de pessoas que moram no campo, e aquecem a economia local.

“O Brasil alimenta, mais um bilhão de pessoas no planeta. Então é importante se capacitar, estudar, lembrar também que a equipe (direta ou indiretamente, as pessoas, são fundamentais), por isso a importância de conversar e trocar boas práticas. E vale lembrar também que lugar de mulher é aonde ela quiser, com respeito e diálogo. Em nossa propriedade todos os implementos, tratores, vagão e até o tronco de contenção são da cor rosa”, comentou.

Outro ponto destacado pela pecuarista é a segurança alimentar. Segundo ela com muito diálogo, união e todos olhando com o mesmo objetivo o Estado de São Paulo alcançou o “Livre Status” contra vacinação da febre aftosa, em novembro /2021, pelo Programa QualiSV do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

“O Estado de São Paulo está atualmente entre as cinco melhores defesas sanitárias do Brasil. Foi uma união e esforço de todos valeu! E, a colaboração do GPB foi fundamental, em conjunto as demandas técnicas, para todo associado e pecuarista paulista. A segurança alimentar, de rebanhos e ambiental é um dos pilares da produção agrícola brasileira, que é uma das molas propulsoras da economia brasileira, somos 25% do PIB brasileiro”, finalizou.

Conheça mais a Chris Morais

Christiane Nascimento de Morais, mais conhecida como Chris Morais é engenheira civil formada pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), produtora rural e pecuarista sustentável.

Atualmente preside a Câmara Setorial da Pecuária na Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo, integra o Fórum Paulista do Agronegócio e o conselho do AGRO da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), além de coordenar o AGRO da Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura, que faz parte da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e Federação das Associações Comerciais do Brasil. Também faz parte do Conselho Executivo do Grupo Pecuária Brasil (GPB) e do conselho consultivo da Confederação das Associações Comerciais do Brasil.

Apaixonada por cavalos Chris Morais é Campeã Brasileira de Adestramento Hipismo pela Confederação Brasileira de Hipismo e duas vezes Embaixadora do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio pela região sudeste. No ano passado foi embaixadora da Agrishow 2022, a maior feira do agronegócio do Brasil e premiada com medalha de bronze no Prêmio Mulheres do Ano ABAG / BAYER em pequena Propriedade.

Instagram: @gpb_oficial | Facebook: grupopecuariabrasil | Youtube: Canal GPB – Grupo Pecuária Brasil

Fonte: Assessoria Agência Agrovenki

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira