Search
Close this search box.

Oscar do Cavalo: ABQM celebra os melhores do ano do Quarto de Milha

25 de fevereiro de 2024

Pela primeira vez, premiados e homenageados do ABQM Awards e Hall da Fama ganharam além de troféus, pins personalizados; paratletas também foram destaque da premiação
Compartilhe no WhatsApp
Oscar do Cavalo: ABQM celebra os melhores do ano do Quarto de Milha

Mais de 250 competidores, animais, criadores e proprietários de todo o país foram premiados nesta segunda-feira (19), em São Paulo, durante o 16º ABQM Awards. Na tradicional noite de gala do cavalo, a Associação Brasileira do Quarto de Milha (ABQM) contou ainda com o 13º Hall da Fama que eternizou dez personalidades e animais que contribuíram para o desenvolvimento da raça no Brasil.

Mônica Ribeiro, primeira presidente mulher da ABQM, foi quem fez a abertura oficial do evento que premiou os melhores da raça do ano hípico 2022-2023 no “Oscar” brasileiro do Quarto de Milha. A presidente da Associação aproveitou a oportunidade para apresentar os membros da nova Diretoria Executiva e também prestou uma homenagem ao Haras São Matheus, que completou 50 anos de história.

“Não poderíamos deixar de prestar essa homenagem, para nossos queridos amigos Ovídio e Beth, pelos 50 anos de história de um dos criatórios mais importantes e renomados, que tanto contribuiu para a genética do Quarto de Milha no Brasil. Ovídio que, inclusive, foi presidente da ABQM por 16 anos e teve um papel imensurável para a raça”, destacou a presidente.

Hall da Fama ABQM

No 13º Hall da Fama da ABQM, dez personalidades e animais que contribuíram para o desenvolvimento da raça no Brasil foram homenageados. O primeiro treinador de cavalos da raça no país, Jairo Martins de Oliveira (em memória), foi uma das personalidades eternizadas. Tido como um dos maiores ícones do Quarto de Milha no Brasil, Jairo dedicou parte da sua vida ao aprimoramento das práticas equestres e formação de talentosos cavaleiros e amazonas. Sua partida precoce em 2016, aos 78 anos, deixou seu nome marcado na história da raça e seu legado continua influenciando as novas gerações.

“Esse é um importante reconhecimento por toda a dedicação que meu pai teve ao cavalo Quarto de Milha. A emoção é muito grande, principalmente pelo dia de hoje que é meu aniversário. Nossa família continua mantendo e honrando a sua tradição e legado”, disse emocionado o filho Júlio Martins de Oliveira.

Dos animais, MR PAR THREE (desaparecido), neto do lendário THREE BARS (TB) – Hall da Fama da AQHA de 1989, também foi um dos eternizados por sua contribuição nas pistas e alta qualidade genética nas três linhagens da raça: Corrida, Conformação e Trabalho. O criador e proprietário do animal Cacau Miranda foi quem recebeu a homenagem.

“É um fruto que a gente está colhendo. Daqui a um mês, ele faria 50 anos. Eu lembro como se fosse hoje quando fui pros EUA procurar um garanhão pra cobrir minhas éguas e encontrei um potro que tinha sido campeão mundial. Na hora eu pensei: achei o cavalo que eu queria. O MR PAR THREE não tinha preço. Hoje, está passando um filme na minha cabeça”, afirmou Miranda.

ABQM 8

Reconhecimento – Na noite do “Oscar” brasileiro do Quarto de Milha foram premiados animais, competidores, criadores e proprietários que obtiveram a maior pontuação em 11 categorias de 22 modalidades esportivas. Neste ano, além dos troféus todos também receberam pins personalizados – o objetivo é que o adereço passe a simbolizar e diferenciar aqueles que já foram premiados e homenageados. No Ranking Geral da ABQM, o proprietário de NUUU ON – o melhor macho do ano hípico 2022-2023, falou sobre a emoção de estar, pela primeira vez, entre os melhores da raça.

“Estou muito feliz. O coração hoje está explodindo de alegria. A gente ter conseguido mais essa conquista. É uma grande vitória pra um cavalo super jovem. Pra gente que é apaixonado pelo Quarto de Milha é uma grande honra. Todo mundo que tem vontade de ganhar tem que pegar firme e acreditar nos seus sonhos”, garantiu Ismael Rodrigues da Silva.

Por ABQM
Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O decreto deve ser publicado nesta sexta-feira (19/04) no Diário Oficial do Estado e passa a vigorar a partir de 2025
O número total de cabeças passou de 20,5 milhões para 25,4 milhões. Tem se destacado no Estado a criação de bubalinos, com alta de 43,27% no período.
A tecnologia já é empregada no exterior em peixes como salmão e truta, e o maior desafio era adaptá-la para o tambaqui
Nelore e anelorados representam 80% do rebanho bovino nacional. Entidade desenvolve ações de fomento e valorização da raça