Search
Close this search box.

Olimpíada de Agropecuária premia estudantes mineiros

20 de setembro de 2022

A 11ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária foi realizada em Jundiaí, interior de SP, e contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim
Compartilhe no WhatsApp
Olimpíada de Agropecuária premia estudantes mineiros
Estudantes mineiros comemoram a premiação – Foto: Divulgação/Faemg

A final da 11ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP), realizada em Jundiaí (SP), premiou duas equipes de Minas. Os alunos do curso Técnico de Agronegócio, da Rede e-Tec, conquistaram as medalhas de ouro e bronze, que também foi concedida às equipes que obtiveram a terceira, quarta e quinta colocação. A turma do polo Barbacena, composta por Carolaine Rodrigues, Danielle Resende e Geovani Carvalho, garantiu o primeiro lugar. Já a equipe de Corinto, formada por André Carneiro, Kenia Saldanha e Vinicius dos Santos, alcançaram o quarto lugar.

A 11ª Olimpíada reuniu estudantes de 15 estados do Brasil e também contou com a participação de Instituições de Ensino Superior (IES) da Argentina, Uruguai e Paraguai.  A primeira fase foi virtual e teve 3.100 inscritos, o maior número de todas as edições. Desses, 236 foram para final presencial, em Jundiaí, onde fizeram provas teóricas individuais e três provas práticas em grupo. Na modalidade seguinte, em que os jovens mineiros foram vencedores, as provas práticas foram de inseminação artificial, adubação e calda bordalesa, um fungicida utilizado na agroecologia.

Geovani Carvalho, do polo de Barbacena, um dos vencedores da medalha de ouro, ganhou experiência e confiança na Olimpíada. “Além de poder viajar, praticamos o conhecimento adquirido ao longo do curso. Fomos muito bem-preparados pelo Senar e pelo nosso orientador Kelsen Nether. Essa experiência também é valiosa para enfrentarmos o mercado de trabalho, que é tão competitivo. Tudo isso nos mostrou que somos capazes e podemos sair na frente! Disputamos com as melhores instituições de ensino do agro e conseguimos nos sobressair!”.

Olimpiada de Agropecuaria premia estudantes mineiros2
Estudantes mineiros – Foto: Divulgação/Faemg

Vinícius dos Santos, do polo de Corinto, conta que vários fatores se somaram para a conquista da medalha de bronze, entre eles, os apoios dos Sindicatos de Produtores Rurais de Corinto e Curvelo, a atenção do orientador Kelsen e a força de vontade da equipe. Ele também saiu da competição motivado. “As aulas práticas me despertaram muito interesse, principalmente, a de inseminação. As provas nos mostraram como o agronegócio é amplo e pode ser trabalhado de diversas formas. Fiquei tão apaixonado pelo evento que já entrei no site da OBAP e já estou montando um cronograma para me preparar para o campeonato do ano que vem”.

Para a gerente de Educação Formal do Sistema Faemg, Tércia Almeida, a Olimpíada foi uma excelente oportunidade para promover conhecimento, vivências e trocas de experiências entre os participantes em uma competição de alto nível. “O Sistema Faemg celebra a vitória dos alunos do curso Técnico em Agronegócio, dos polos de ensino do SPR de Barbacena e SPR de Corinto na 11ª OBAP, reafirmando o compromisso de fortalecimento do agronegócio, preparando e formando os futuros sucessores do meio rural. Nosso reconhecimento aos alunos, tutores e à equipe da Formação Técnica e Tecnológica – DIC CNA/SENAR”.

Sistema Faemg na Olimpíada

Foram montadas 15 equipes, nominalmente dos Polos de Ensino do Sistema Faemg em Barbacena (5), Corinto (3), Oliveira (2), Caxambu (1), Guarani (1), Manhuaçu (1) e Viçosa (2), todas do curso Técnico em Agronegócio, orientadas pelos tutores presenciais da Formação Técnica, Kelsen Nether, Patrícia Sad e Vilma Matias.

11ª OBAP

A Olimpíada foi promovido pelo Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), em parceria com a ETEC Benedito Storani, Centro Paula Souza, Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e a Prefeitura Municipal de Jundiaí e contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim.

Fonte: Faemg

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

São Paulo enfrenta desafios ainda maiores devido aos altos custos para o setor produtivo do leite e por ser o maior mercado consumidor do país.
Para participar é necessário que a família esteja inscrita no Cadastro Único e viva no meio rural, com renda mensal de até R$ 218 por integrante
Reunião para discutir o tema foi realizada na terça (21), em Brasília
Em 2023, a CNI contabilizou 85 entraves às exportações nacionais contra 77 no levantamento do ano anterior