Nutrição e biosseguridade das granjas são ferramentas aliadas na busca pela redução do uso de antibióticos

Na avicultura de corte essas ferramentas são usadas antes mesmo de incubar o ovo, a partir da maior atenção com as matrizes
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Áudio

A busca pela redução do uso de antibióticos nos sistemas de produção das granjas brasileiras está cada vez mais forte. Tanto que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) já proibiu diversas moléculas e, portanto, o desafio das indústrias de insumos é desenvolver alternativas viáveis a essas moléculas. Nesta busca, as granjas tem usado como ferramentas aliadas a nutrição e a biosseguridade, bem como o controle sanitário, a fim de melhorar o desempenho dos animais.

Antes de mais nada vale esclarecer que na avicultura de corte essas ferramentas são usadas antes mesmo de incubar o ovo. Haja vista a atenção com as matrizes, que, obviamente, requerem uma necessidade nutricional à parte e que será refletida no desempenho dos pintinhos. Afinal, a qualidade e segurança dos alimentos são responsáveis por aves saudáveis e livres de contaminação.

Sobretudo, a prioridade em todas as granjas deve ser a prevenção de doenças e de qualquer contaminação por microorganismos patogênicos. Bem como o fornecimento do aporte necessário de vitaminas, aminoácidos e minerais que as aves necessitam para ter uma boa resposta imune. Somente desta maneira, o organismo dos animais será fortalecido o suficiente para enfrentar os desafios do início da vida produtiva dos pintinhos de corte.

Nutrição

De acordo com especialistas, na hora de formular a dieta das matrizes precisa é preciso levar em conta a genética de frangos de corte. Ou seja, aos exemplares que apresentam melhor aptidão para ganho de massa muscular, mas não podem ganhar muito peso. Neste sentido, é aconselhável uma alimentação com níveis adequados de energia e proteína visando a reprodução. Do mesmo modo, é necessário atenção a qualidade dos ingredientes da ração.

Inegavelmente, é necessário a implantação nas granjas de uma biosseguridade robusta, como forma de impedir a entrada de microorganismos. Há diferentes formas de contaminação. Pode acontecer via insumos e ração. Por isso, é necessário estabelecer um programa de monitoramento de fungos e Salmonella, entre outros, tanto na granja quanto na fábrica de ração.

Por fim, vale frisar que o manejo preventivo das matrizes leva em consideração três pilares:. São eles: ambiência, nutrição e manejo. Neste sentido, a ambiência significa ter ambiente menos estressante, com temperatura, umidade, água e ração ideal para cada fase e também higienização de todas as instalações. Tanto a resposta imune quanto a contaminação por microorganismos são passadas das matrizes para os ovos incubáveis, e, consequentemente, podem ser transmitidas para os pintinhos. Sem dúvidas, o desenvolvimento dos frangos de corte é muito rápido e, da mesma forma, as exigências nutricionais se alteram com frequência. Por isso, é importante ter o acompanhamento de um nutricionista que identifique essas necessidades com maior precisão.

Crédito da foto: Divulgação/Pexels

Relacionadas

Veja também

A Sociedade Rural Brasileira fez um alerta ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sobre a necessidade de ações urgentes para barrar a Peste Suína Africana.
Receita das vendas internacionais sobem 36,1% no mês, enquanto volume 4,8%, em agosto.
Incremento na receita, em 2021, foi de 11,53%. Já nos embarques, 21,3%.
TNSui, a nova linha de suínos da Trouw Nutrition, foi desenhada para promover alta performance em diferentes sistemas de produção