Search
Close this search box.

Núcleo de Pesquisa Pescado para Saúde conclui questionário de estudo socioeconômico sobre o consumo de pescado no estado de São Paulo

16 de dezembro de 2023

O Pescado para Saúde iniciou suas atividades em outubro de 2022, tendo como primeira tarefa a realização de um Estudo Socioeconômico de Pescado Consumido no Estado de São Paulo
Compartilhe no WhatsApp
Núcleo de Pesquisa Pescado para Saúde conclui questionário de estudo socioeconômico sobre o consumo de pescado no estado de São Paulo

O Núcleo de Pesquisa Pescado para Saúde (NPPS), um consórcio de instituições de pesquisa e ensino, no qual o Instituto de Pesca (IP-Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, participa, acaba de cumprir uma das suas tarefas, dentre as sete a serem realizadas ao longo dos seus 5 anos de duração.

O Pescado para Saúde iniciou suas atividades em outubro de 2022, tendo como primeira tarefa a realização de um Estudo Socioeconômico de Pescado Consumido no Estado de São Paulo. Essa análise foi feita por meio de um questionário on-line para identificar as espécies de pescado mais consumidas em São Paulo, o acesso, a forma de preparo, a frequência de consumo e fatores associados.

O questionário foi iniciado no final de maio de 2023 e finalizado no final de novembro de 2023, com uma duração de seis meses para aplicação. Foram coletadas 1832 respostas de voluntários residentes no estado de São Paulo. O questionário era formado por 22 questões, com uma duração média de 5 minutos para responder às perguntas.

Segundo a Pós-doutoranda do projeto, Jéssica Levy, “o questionário que desenvolvemos foi baseado em diversos estudos de mercado no Brasil e em experiências prévias da equipe da tarefa 1 com a INFOPESCA. Pensou-se em um questionário on-line por uma questão de logística e facilidade de circulação. Foram utilizados dispositivos móveis como celular, computador e tablet.

O link foi disponibilizado por meio de redes sociais, e-mail e whatsapp, QR Code gerado para ser projetado em apresentações e impresso em flyers”.

O questionário foi divulgado por meio de diferentes estratégias, como ações em eventos, fixação de arte com QR Code em hipermercados, divulgação da pesquisa por influenciadores digitais, visitas em mercados municipais e panfletagem, ações com públicos específicos para aplicação presencial, entre outras.

A partir dos dados coletados com o questionário, será iniciada a próxima tarefa, que consiste na análise nutricional dos principais produtos de pescado consumidos no estado e na determinação da contribuição atual do pescado no suprimento nutricional total da dieta do consumidor.

De acordo com a diretora-geral do IP e coordenadora de comunicação do NPPS, Cristiane Rodrigues Pinheiro Neiva, “o projeto é de suma importância para o entendimento do consumo de pescado no estado e com a finalização da coleta de dados, ainda teremos uma etapa de processamento e interpretação das informações obtidas. Em breve, será possível termos um panorama e detalhamento junto aos consumidores, propiciando e subsidiando ações e políticas públicas em prol do consumo do pescado com ênfase na saúde”.

Núcleo de Pesquisa Pescado para Saúde

O Pescado para Saúde tem como missão promover e aumentar o consumo de pescado, incluindo produtos de aquicultura fortificados nutricionalmente, como uma opção saudável de alimentação, na luta contra a obesidade, doenças coronárias e males associados no Estado de SP e no Brasil.

O Núcleo envolve várias instituições, sendo o Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP) a instituição sede, em co-execução com o Instituto de Pesca, e parceria com a Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Além das entidades de pesquisa, participam do Núcleo empresas brasileiras, como Polinutri e Neogen, e estrangeiras, como Biomar (Noruega), Veramaris (Países Baixos), Lesaffre (França) e AquaHana (Estados Unidos). Entre os parceiros, está a Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag).

Instituto de Pesca

O Instituto de Pesca é uma instituição de pesquisa científica e tecnológica, vinculada à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que tem a missão de promover soluções científicas, tecnológicas e inovadora para o desenvolvimento sustentável da cadeia de valor da Pesca e da Aquicultura.

ASCOM Instituto de Pesca São Paulo

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Entre janeiro e junho, foi exportado quase o mesmo volume de peixes, em valores, de todo o ano passado
Doença em um aviário comercial no Rio Grande do Sul gerou fortes reflexos para os frigoríficos na B3
No periódico Current Microbiology, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Alimentos descreveram três cepas de bactérias do gênero Lactobacillus em queijos que podem beneficiar a saúde humana e atender às demandas da indústria queijeira