Search
Close this search box.

Momento crítico para portos brasileiros atinge fluxo de café e açúcar

20 de outubro de 2023

Os exportadores estão relatando atrasos nos embarques de café devido à pouca disponibilidade de caminhões e contêineres
Compartilhe no WhatsApp
share more Anúncio Reuters Reuters Momento crítico para portos brasileiros atinge fluxo de café e açúcar

Os centros de exportação de commodities agrícolas do Brasil estão sobrecarregados com volumes recordes de soja, milho e açúcar a serem movimentados em uma época do ano em que as chuvas começam a aumentar nos portos do sul, de acordo com traders, analistas e dados de embarque.

Os tempos de espera para carregamento dos navios aumentaram, resultando em custos adicionais para os comerciantes e atrasos para que as commodities cheguem aos destinos.

Portos brasileiros com muito volume

Os portos brasileiros têm lidado com grandes volumes este ano, mas as chuvas no sul, a maior entrega de açúcar de todos os tempos no vencimento do contrato de outubro em Nova York e o desvio de cargas dos portos do norte para o porto de Santos, uma vez que a seca reduziu os níveis de água do rio Amazonas, aumentaram a pressão sobre o sistema.

“Estamos tendo problemas com a disponibilidade de contêineres”, disse o negociador-chefe de um grande exportador de café, sob condição de anonimato, acrescentando que a situação desacelerou as exportações em setembro.

Ele disse que o setor de açúcar está usando muito mais contêineres, reduzindo a disponibilidade.

O açúcar bruto geralmente é transportado a granel, enquanto o açúcar refinado usa contêineres.

De acordo com o provedor de dados de transporte marítimo Datamar, o uso de contêineres para as exportações de açúcar aumentou 86% no ano até agosto em relação ao ano anterior, enquanto o número de contêineres usados para o café caiu 5%.

Para os navios graneleiros, a espera para carregar as cargas aumentou.

A agência de navegação Williams disse que o tempo de espera em um importante terminal de açúcar em Santos subiu para 33 dias na quarta-feira, em comparação com 17 dias em setembro.

Os analistas do ING disseram que alguns carregamentos de açúcar programados para sair do Brasil em outubro provavelmente serão empurrados para novembro.

Um diretor de um dos maiores exportadores de açúcar do Brasil disse, no entanto, que os compradores já estavam esperando os atrasos.

“Mas se começar a chover muito, a situação pode se complicar”, acrescentou.

A previsão é de apenas chuvas leves nos próximos dias em Santos, com chuvas mais fortes esperadas a partir de 28 de outubro.

Por Reuters

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.