Search
Close this search box.

Moagem de mandioca é recorde para início do ano

27 de fevereiro de 2024

Com maior disponibilidade de lavouras, produtores visam se capitalizar e/ou adiantar a colheita, comparativamente ao padrão sazonal de anos anteriores.
Compartilhe no WhatsApp
Moagem de mandioca é recorde para início do ano

No acumulado dos quase dois primeiros meses deste ano (até a semana passada), o esmagamento de mandioca totaliza 387 mil toneladas, superando em 26% o volume de igual intervalo de 2023 e um recorde para o período, considerando-se toda a série histórica do Cepea, iniciada em 2006 para o produto. Com maior disponibilidade de lavouras, produtores visam se capitalizar e/ou adiantar a colheita, comparativamente ao padrão sazonal de anos anteriores. Segundo pesquisadores do Cepea, também se observa maior interesse das indústrias pelo processamento, reforçando o aumento na quantidade ofertada por produtores. Na parcial de 2024, a produção acumulada de fécula ultrapassa as 100 mil toneladas, 28% superior à de um ano atrás e também a maior desde 2006.

Por Cepea/Esalq

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Estado de São Paulo produziu 192 mil toneladas de abacate no ano passado
A tendência para 2024 é um primeiro semestre com preços favoráveis e exportações em alta de manga
Com maior disponibilidade de lavouras, produtores visam se capitalizar e/ou adiantar a colheita, comparativamente ao padrão sazonal de anos anteriores.
Durante a cerimônia da Abertura da Colheita também foi assinado um convênio entre o Ibraoliva e o Ministério da Agricultura e Pecuária