Search
Close this search box.

Mercado de flores nacionais atingiu R$10,9 bilhões em 2021

21 de setembro de 2022

Segundo o Ibraflor, cerca de 8 mil produtores de flores e plantas atuam no Brasil e cultivam 2,5 mil espécies
Compartilhe no WhatsApp
Mercado de flores nacionais atingiu R$10,9 bilhões em 2021
Entre janeiro e julho de 2022 o Brasil exportou US$ 7,1 milhões em produtos de floricultura – Foto: Divulgação

A produção brasileira na cadeia produtiva do mercado de flores tem crescido a cada ano. De 2020 para 2021, o mercado de flores no país cresceu 15% de acordo com a Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura). Ao todo, foram R$ 10,9 bilhões em faturamento pela cadeia produtiva no ano passado, frente à R$ 9,6 bilhões do ano anterior.

Os três principais segmentos com maior faturamento foram a Decoração, com R$ 3,2 bilhões, que representa 30%; Autosserviço com R$ 2,2 bilhões, relativo a 21%; e o Paisagismo com 20%, totalizando R$ 2,1 bilhões.

Cerca de 8 mil produtores de flores e plantas atuam no Brasil. Ao todo, cultivam mais de 2,5 mil espécies. O setor emprega 209 mil pessoas diretamente, sendo 38,76% das ocupações relativas à produção, 4,31% à distribuição, 53,59% no varejo e 3% em outras funções.

Segundo o instituto, São Paulo é o estado onde mais se produz flores e plantas (em vasos) com uma larga diferença para outras unidades da Federação, além de ser o maior consumidor. Por consequência, é onde mais se emprega mão de obra familiar.

Exportação de flores

Entre janeiro e julho de 2022 o Brasil exportou US$ 7,1 milhões em produtos de floricultura, sendo a maior parte com ‘mudas de outras plantas ornamentais’, correspondendo a US$ 2,9 milhões do faturamento. Seguida por ‘bulbos, tubérculos, rizomas e similares’ que comercializou US$ 2,6 milhões para fora do país. ‘Folhagens, folhas, ramos de plantas, secos e itens para buquê’ atingiu US$ 1,1 milhão em vendas para o mercado externo.

Países Baixos representaram 38,43% da receita, Estados Unidos na sequência com 16,14% do total exportado. A Itália é o terceiro maior comprador com 12,51%.

Para quem busca profissionalização no segmento, o Senar/MS conta com um portfólio de cursos de Formação Profissional Rural e Promoção Social na cadeia produtiva da Floricultura para os produtores e trabalhadores rurais de Mato Grosso do Sul.

Fonte: CNA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

São Paulo enfrenta desafios ainda maiores devido aos altos custos para o setor produtivo do leite e por ser o maior mercado consumidor do país.
Para participar é necessário que a família esteja inscrita no Cadastro Único e viva no meio rural, com renda mensal de até R$ 218 por integrante
Reunião para discutir o tema foi realizada na terça (21), em Brasília
Em 2023, a CNI contabilizou 85 entraves às exportações nacionais contra 77 no levantamento do ano anterior