Mercado de cítricos continua desaquecido

Procura limitada por laranjas nos últimos dias e temperaturas mais baixas impediram a recuperação dos preços
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Mercado de cítricos
Áudio

Segundo pesquisadores do Cepea, com as menores temperaturas nas principais regiões consumidoras e o período de final do mês, a procura por laranjas foi limitada nos últimos dias, impedindo a recuperação dos preços. O mercado de cítricos continua desaquecido. 

Dados do Cepea mostram que a variedade pera foi negociada, na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a R$ 33,93/cx de 40,8 kg, na árvore, desvalorização de 0,5% frente à anterior.  

Quanto à produção de laranja na safra 2021/22, estimativa divulgada na quinta-feira, 27/05, confirma a expectativa de agentes consultados pelo Cepea, de que a colheita de laranjas deve ser superior à temporada anterior, mas a produção não deve ser elevada.  

De acordo com o Fundecitrus (Fundo de Defesa da Citricultura), a colheita de laranjas do cinturão citrícola (São Paulo e Triângulo Mineiro) deve somar 294,17 milhões de caixas de 40,8 kg em 2021/22, aumento de apenas 9,5% frente à temporada 2020/21, que, por sua vez, apresentou forte queda em relação à anterior.  

No geral, a produção de 2021/22 deve ficar 10,5% abaixo da média das últimas 10 safras.  

Fonte: Cepea
Crédito da foto: Divulgação/Canva

Leia outras notícias no portal MAB

Relacionadas

Veja também

Intitulado de SONDA, a nova solução da empresa combate as principais plantas daninhas que afetam a produtividade na lavoura
Surpreendentemente, carnes fecham o mês de setembro com novo recorde na receita cambial proveniente de exportações de carne bovina.
O presidente institucional da Abramilho, Cesario Ramalho, avaliou, em entrevista para o “Valor”, o cenário para safra verão 2021/22.
Entre eles, o etanol como uma das pontes para a nova era da mobilidade sustentável.