Search
Close this search box.

Leite A2A2 é tema de palestra durante 16ª ExpoGenética

27 de agosto de 2023

O encontro abordou a trajetória e o mercado atual deste alimento que vem ganhando importância no Brasil e no mundo.
Compartilhe no WhatsApp
Leite A2A2 é tema de palestra durante 16ª ExpoGenética

O leite A2A2 foi tema da primeira palestra técnica da 16ª ExpoGenética. A Doutora Flávia Fontes, médica-veterinária e CEO do Grupo Integral, abordou a trajetória e o cenário atual do mercado para o leite A2A2, que tem ganhado destaque devido a pesquisas que mostram o seu potencial de reduzir os efeitos adversos associados à ingestão do leite convencional.

image 1 9

“Os lácteos A2 já são realidade no Brasil, agregando valor a todos os elos da cadeia produtiva e resgatando consumidores que haviam deixado de beber leite. A certificação é fundamental para a comercialização dos lácteos A2, oferecendo ao consumidor segurança e transparência”, aponta Flávia.

A palestra atraiu a atenção de produtores rurais, zootecnistas e técnicos de campo interessados em aprender mais sobre os benefícios do leite A2A2. A Gerente do PMGZ Leite, Mariana Alencar, destacou a importância do alimento, que é fundamental na alimentação humana, fornecendo nutrientes essenciais, como proteínas, vitaminas e minerais. Ela ressalta que o mercado busca novas certificações do produto para ampliar a adesão de consumidores.

“É importante utilizar a ferramenta da genotipagem, buscando, principalmente, os animais em lactação e, depois, os animais jovens que vão para a reprodução e futuramente na lactação, segregando o leite produzido dentro da fazenda até que, em torno de cinco, dez, quinze anos, esse rebanho possa ser 100% homozigoto A2A2”, comenta.

Fonte: Expogenética

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

42 ª Exposição Internacional do Cavalo Puro Sangue Lusitano acontece de 20 de maio a 02 de junho no Parque da Água Branca
O aumento do uso de coprodutos representa uma solução sustentável para a destinação de resíduos
São Paulo enfrenta desafios ainda maiores devido aos altos custos para o setor produtivo do leite e por ser o maior mercado consumidor do país.
Volume alcançou em 178,8 mil toneladas até a quarta semana, sendo que no ano anterior foram exportadas 168,4 mil toneladas