Search
Close this search box.

Hortifruti: O que é importante para o consumidor do futuro?

14 de março de 2023

Depois de períodos restritivos impostos pela pandemia, o retorno à “vida normal” vem revelando mudanças interessantes no comportamento, nas prioridades e nas exigências de consumidores do Brasil e do mundo.
Compartilhe no WhatsApp
O que é importante para o consumidor do futuro?

Tais alterações nos hábitos do consumidor foram apontadas e discutidas em recentes relatórios de importantes consultorias. Ainda que estes estudos e pesquisas tragam resultados amplos, a equipe da revista Hortifruti Brasil, publicação do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, traz para a edição deste mês análises de informações relacionadas ao consumo de alimentos em geral. 

Dentre os relatórios avaliados pela equipe esteve o “Sinais de Fome”, divulgado em dezembro de 2022 pela consultoria norte-americana KPMG, que reuniu diferentes pesquisas sobre as tendências de consumo de alimentos, principalmente nos Estados Unidos. A Equipe do Cepea analisou também o Consumer Insights 2022, da Kantar, que mostra a reconfiguração do consumo, tanto dentro quanto fora do lar, no período de 12 meses (encerrado em setembro/22).

Outros relatórios avaliados foram o da McKinsey & Company, com dados de e-commerce, e o White Paper da WGSN, “Consumidor do Futuro 2024”, que identificou perfis de consumidores que devem ser priorizados. Para avaliar como as tendências de consumo influenciam o mercado de frutas e hortaliças, foram utilizados os relatórios da Euromonitor, com análise dos dados de venda de frutas e hortaliças no varejo brasileiro.

De um modo geral, algumas tendências de hábitos de consumo observadas nos relatórios avaliados poderão ser postergadas, por conta do limitado poder de compra do consumidor – não só do Brasil, mas global, diante do aumento da inflação. Em especial, no Brasil, nestes últimos anos, observa-se que o consumidor vem gastando mais e comprando menos alimentos.

Perfis do consumidor do futuro

É muito importante para agentes do setor de HF entender o perfil do consumidor como um todo para que a cadeia de alimentos tenha estratégias e ações eficazes para ganhar cada vez mais clientes. Para isso, a Hortifruti Brasil fez um compilado do White Paper “Consumidor do Futuro 2024”, da WGSN, autoridade global em previsão de tendências de consumo, e separou o consumidor em quatro grupos etários: geração Z (jovens abaixo de 25 anos), geração Y (pessoas entre 25 e 40 anos, principalmente), geração X (população na casa dos 41 aos 60 anos) e os baby boomers (acima de 60 anos).

A pandemia e a consequente alta do custo de vida proporcionaram diferentes experiências para cada um destes grupos, e isso deve impactar nas decisões de compra, na saúde física e, sobretudo, emocional, no médio e longo prazos.

E empresas devem ficar atentas à geração mais jovem, que está mais propensa a mudanças e mais consciente e preocupada com a saúde e questões ambientais. E a tecnologia hoje desempenha um papel vital na decisão de compra de frutas e hortaliças! É por meio das redes sociais que o consumidor fica sabendo de novos produtos, compartilha opiniões e define suas escolhas. Por um lado, muitas estratégias estão disponíveis para promover um consumo maior de frutas e hortaliças, mas, por outro, o setor produtivo de frutas e hortaliças deve continuar oferecendo um alimento seguro e saudável.

Por CEPEA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior