Search
Close this search box.

Granja do Torto será palco da 2ª Feira de Avicultura do Distrito Federal

16 de fevereiro de 2024

O evento, que ocorre no Tatersal Joaquim Roriz, traz tecnologia de ponta para avicultores e investidores de aves, além de palestras com grandes nomes do setor
Compartilhe no WhatsApp
a Granja do Torto será palco da 2ª Feira de Avicultura do Distrito Federal

A avicultura, consolidada a 30 anos, no Distrito Federal prima pela tecnologia e desenvolvimento e, para este ano, prevê ainda mais modernização e ampliação de novos projetos, afirma o presidente da Aviplac (Associação dos Avicultores do Planalto Central), Eduardo Batista. Para auxiliar neste desenvolvimento, a 2ª Feira de Avicultura do Distrito Federal – que vai ocorrer no dia 23, no Tatersal Joaquim Roriz, no Parque da Granja do Torto – trará o que há de mais moderno em tecnologia, em uma feira com grandes empresas do setor. Paralelamente, especialistas do segmento vão fazer um ciclo de palestras com intuito de informar e capacitar ainda mais este público-alvo.

A iniciativa é gratuita para este público e as inscrições podem ser feitas antecipadamente pelo www.agroexperts.com.br/agenda.

“O perfil empresarial do avicultor tem garantido um excelente nível da avicultura tanto de corte como de postura, além das unidades de reprodução e biosseguridade nas granjas aqui localizadas”, completa o presidente do Sindiaves – DF (Sindicato dos Avicultores do Distrito Federal), Rodrigo Dolabella.

Segundo ele, os aviários de frango de corte permitem capacidade de alojamento de até 15 milhões/aves por ano, que são abatidas em cinco unidades do Distrito Federal. E foram algumas dessas unidades que auxiliaram Agroeste e AgroExperts a criarem uma grade de programação voltada para o aprimoramento deste público. “Esta atividade ocupa milhares de empregos no entorno tanto na zona rural como urbana”, ressalta Dolabella. 

2ª Feira de Avicultura do Distrito Federal (Granja do Torto)

Programação:

– Desafios para Manter o Protagonismo do Brasil no Mercado Internacional de Carnes (Vamiré Luiz Sens Junior / Seara)

– Ambiência e Manejo de Frangos em Temperaturas Extremas e Avicultura 4.0 (Lederson Lima / Avioeste)

– Biosseguridade com Ênfase em Influenza Aviária e Salmonella (Ana Caselles / SAN Vet)

– Perfil Profissional para Avicultura (Geraldo José Francisco / Biocamp)

– Licenciamento Ambiental no Distrito Federal (Nathália Almeida / Ibram; Guilherme Louly, Fape – DF)

– Qualidade da Água: Ganhos e Perdas no Resultado Zootécnico, Sanitário e Econômico  (Renato Luiz / Kobra)

“Esperamos que 2024 seja um ano de melhora e, para seguirmos como referência da avicultura nacional, a avicultura deve continuar como grande receptora de recursos financeiros como tem sido nos últimos anos e a feira vem ao encontro de todo este movimento”, completa Batista, da Aviplac.

Por AgroExperts

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira