Search
Close this search box.

Governo abre crédito extra de R$ 200 milhões para enfrentar a gripe aviária

7 de junho de 2023

Até agora, 24 focos da doença foram encontrados em aves silvestres no litoral, mas temor é que atinja aviários comerciais
Compartilhe no WhatsApp
Governo abre crédito extra de R$ 200 milhões para enfrentar a gripe aviária

O governo abriu crédito extraordinário de R$ 200 milhões em favor do Ministério da Agricultura e Pecuária para aplicação em ações de enfrentamento à influenza aviária de Alta Patogenicidade (IAAP). Ação nesse sentido foi estabelecida por meio da Medida Provisória número 1.177, publicada nesta terça-feira (6), no Diário Oficial da União (DOU). A MP é assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet.

O Ministério da Agricultura explica em nota que, “com o estado de emergência zoossanitária em vigor no País e a confirmação de casos de influenza aviária em aves silvestres em quatro Estados, as ações de controle e contenção da doença serão intensificadas. Assim, o crédito extraordinário será aplicado no Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa).

Entre as ações de controle e combate à Influenza Aviária estão a rápida identificação, testagem e cuidados sanitários dos casos suspeitos. Para isso, as equipes técnicas poderão contar com reforço para as ações pontuais in loco.

Novo caso de gripe aviária

O Ministério da Agricultura confirmou, nesta segunda-feira (5), o primeiro foco de influenza aviária de alta patogenicidade (H5N1) no Estado de São Paulo. A ave silvestre da espécie Thalasseus maximus (trinta-réis-real) foi encontrada no município de Ubatuba, no litoral norte paulista.

Também foi detectado mais um foco no Rio de Janeiro, em Niterói, igualmente na espécie Thalasseus maximus.

Ao todo são 24 confirmações de focos em aves silvestres nos Estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. No entanto, destaca o ministério em comunicado, o Brasil continua livre de influenza aviária na criação comercial e mantém seu status de livre de influenza aviária, exportando seus produtos para consumo de forma segura. O consumo de carne e ovos se mantém seguro no País.

O governo reforça que todos estabelecimentos ou criações de aves num raio de 10 km dos focos nos Estados são investigados e orientados quanto às medidas de prevenção, conforme prevê o Plano de Contingência de IAAP do Departamento de Saúde Animal. As ações para detecção, vigilância e prevenção da ocorrência do vírus no Brasil continuam ocorrendo de forma conjunta entre o Ministério da Agricultura, o Ministério do Meio Ambiente (ICMBio e Ibama) e o Ministério da Saúde.

O Ministério da Agricultura reitera que a população evite contato com aves doentes ou mortas. Caso encontre alguma na sua região, acione o serviço veterinário local mais próximo ou realize a notificação por meio do e-Sisbravet.

Por Correio do Estado

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira
Em Hagen, na Alemanha, João Victor Marcari Oliva montando Feel Good V.O faz quarto índice em 2024 rumo aos Jogos de Paris e fica em 5º no GP Freestyle. Confira a programação da modalidade na Olimpíada