Search
Close this search box.

Dias de campo da Fundação MT difundem informações estratégicas para a safra de soja

6 de janeiro de 2023

Os dias de campo da Fundação MT irão mostrar para produtores, agrônomos, técnicos e consultores resultados inéditos e sequenciais de pesquisas agronômicas
Compartilhe no WhatsApp
Dias de campo da Fundação MT difundem informações estratégicas para a safra de soja
Fonte: Fundação MT

A Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT) realiza no mês de janeiro o Fundação MT em Campo Safra 2023. São três dias de campo com o intuito de divulgar informações estratégicas para as próximas safras de soja, munir os produtores com dados atualizados de pesquisas agronômicas desenvolvidas pela instituição, promovendo, assim, conhecimento ao setor. A primeira etapa acontece já no próximo dia 10 de janeiro, no município de Sorriso, a 400 quilômetros de Cuiabá. Em seguida, no dia 14, o evento chega a Nova Mutum e, ao final do mês, a rodada será em Itiquira, sul do Estado, nos dias 19 e 20 de janeiro. Todos nos Centros de Aprendizagem e Difusão (CAD) da instituição.

Além de produtores locais e regionais, participam da programação agrônomos, técnicos e consultores agronômicos inscritos. Esses encontros fazem parte do calendário do Programa de Difusão de Tecnologia, que há mais de 26 anos é composto por conteúdos técnicos com base em pesquisas agronômicas, estudos e experiências compartilhadas pelo time da Fundação MT e especialistas convidados do meio agro.

Dinâmica dos dias de campo Fundação MT

Dias de campo da Fundação MT difundem informações estratégicas para a safra de soja
Estações de Pesquisa – Fonte: Fundação MT

Os pesquisadores e toda a equipe técnica estarão presentes para conduzir o público às estações de pesquisa aplicada com resultados inéditos e sequenciais, que mostram os impactos das estratégias integradas de manejo na produtividade da soja. Em todos os eventos, os participantes também poderão conferir as vitrines de cultivares de soja de diversas empresas e ainda dinâmica de máquinas. A programação de cada cidade é divulgada no site da instituição e nas redes sociais.

Importância

Levar conhecimento à classe produtora é um dos intuitos do dia de campo em Sorriso e também dos demais eventos que a Fundação MT realizará ainda esse mês em Nova Mutum e Itiquira. Para Luís Carlos Oliveira, gestor de marketing e relacionamento, esta é uma oportunidade ímpar de aprendizado.

“É de extrema relevância que os produtores e produtoras tenham o maior número de informações possíveis para tomar as melhores decisões em campo. Para nós, é muito gratificante poder muni-los de dados por meio dos eventos que promovemos, sempre ricos de resultados de pesquisas e de troca de experiências, visando um futuro mais produtivo e sustentável ao lado do produtor”, finaliza.

Para inscrever-se no evento e participar gratuitamente acesse www.fundacaomt.com.br. Outras informações, acompanhe as redes sociais ou o aplicativo da instituição.

Fundação MT: Criada em 1993, a instituição tem um importante papel no desenvolvimento da agricultura, servindo de suporte ao meio agrícola na missão de prover informação técnica, imparcial e confiável que oriente a tomada de decisão do produtor. A sede está situada em Rondonópolis-MT, contando com três laboratórios e casas de vegetação, seis Centros de Aprendizagem e Difusão (CAD) distribuídos pelo Estado nos municípios de Sapezal, Sorriso, Nova Mutum, Itiquira, Primavera do Leste com ponto de apoio em Campo Verde e Serra da Petrovina em Pedra Preta. Para mais informações acesse www.fundacaomt.com.br e baixe o aplicativo da instituição.

Fonte: Fundação MT

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Professor europeu visitou Unidade da Epamig em Viçosa para conhecer o trabalho de perto e disse que gostaria de levar nossa tecnologia para seu país
Estado de São Paulo produziu 192 mil toneladas de abacate no ano passado
Atração da feira, o Programa de Compradores Internacionais deve promover mais de mil encontros entre produtores nacionais e investidores estrangeiros. Brasil bateu recorde de exportações em 2023
A produtividade das lavouras do grão é estimada em 1.930 quilos por hectare pela Emater-RS/Ascar