O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Feira Segura atende mais de 56 mil consumidores de 10 estados

Projeto do Sistema CNA/Senar busca viabilizar a continuidade de feiras livres na pandemia com ampliação da iniciativa em 2021
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

O projeto Feira Segura, desenvolvido pelo Sistema CNA/Senar para viabilizar a continuidade de feiras livres com segurança na pandemia, atendeu 4.253 feirantes, 56 mil consumidores e movimentou R$ 692 mil somente em 2020.

No ano passado, foram 132 edições da Feira Segura realizadas no modelo tradicional adaptado ou drive thru, seguindo orientações para evitar o contágio por coronavírus, em 88 municípios da Bahia, Tocantins, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e no Distrito Federal.

Os feirantes são treinados pelo Senar para intensificar a higienização desde a colheita até a embalagem dos produtos, utilizar equipamentos de segurança individual e como evitar a propagação do novo coronavírus de acordo com o guia Feira Segura, elaborado pelo Sistema CNA/Senar.

Na Bahia, foram 57 feiras em 47 municípios somente em 2020. A produtora de hortaliças Edvânia Gomes de Pinho, do município de Mundo Novo, disse que a Feira Segura permitiu a ampliação das vendas.

“Quando estourou a pandemia, eu fiquei sem participar de feira. Então isso me ajudou demais. Eu fiquei muito feliz e agradeço porque consegui mais clientes. Eles acharam a apresentação dos produtos mais bonita”, comenta a produtora.

O casal Carlos Marinho e Carla Valquíria produz mel na região de Paraíba do Sul, no Rio de Janeiro, e aderiu à iniciativa depois de perceber a segurança envolvida no projeto.

“Somos do grupo de risco, por isso ficamos um tempo sem ir à feira, mas fomos convencidos depois das orientações sobre higienização, distanciamento e utilização de equipamentos de proteção. No início da pandemia, tivemos perdas de 40% nas vendas e aos poucos vamos recuperando”, destaca o produtor. 

Expansão – Em 2021 o projeto será ampliado para outros estados, conforme destaca o coordenador de Inovação e Tecnologia do Sistema CNA/Senar, Matheus Ferreira.

“A demanda está aumentando bastante porque os consumidores e feirantes se sentem mais seguros nesses formatos de feira. Além disso, ainda é necessário manter os cuidados sanitários em relação à propagação do novo coronavírus nas feiras, que são um dos principais canais de comercialização de alimentos”.

Confira as próximas edições da Feira Segura:

05/03: Itarana/ES

06/03: Marilândia/ES

06/03: Quatipuru/PA

13/03: Salvaterra/PA

20/03: Inhangapi/PA

Para conhecer os detalhes do projeto e acessar o guia Feira Segura, acesse:

https://cnabrasil.org.br/feira-segura

Fonte: SENAR/CNA