Search
Close this search box.

Exportações do agronegócio em SP crescem 4,3% com superávit de US$ 6 bi em 2023

5 de junho de 2023

Cada vez mais forte e sustentável, o agro representa 37,7% do total comercializado com o exterior na balança comercial do Estado este ano
Compartilhe no WhatsApp
Exportações do agronegócio em SP crescem 4,3% com superávit de US$ 6 bi em 2023

O agronegócio de São Paulo teve um aumento nas exportações de 4,3% nos primeiros quatro meses de 2023, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Em valores, o setor paulista alcançou US$ 7,75 bilhões em vendas para o exterior e US$ 1,73 bilhão em importações. Com isso, o agro teve um superávit de US$ 6,02 bilhões, 4% superior ao registrado em 2022.

Esses números foram revelados pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio dos pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), José Alberto Angelo, Carlos Nabil Ghobril e Marli Dias Mascarenhas Oliveira.

Agronegócio na balança comercial

A participação do agronegócio na balança comercial do Estado deste ano, especialmente a de exportações com 37,7% do total comercializado com o exterior representa a força do setor. Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Junqueira, os números mostram que o agronegócio é cada vez mais forte e sustentável no Estado de São Paulo. “Os resultados são bastantes significativos e representam a grandeza do agropecuário para a economia paulista. Estamos trabalhando para incentivar o pequeno e médio produtor e, com isso, temos a certeza de que esses números vão crescer mais num futuro próximo”, destacou.

De janeiro a abril deste ano, os principais grupos exportadores do agronegócio paulista foram o complexo sucroalcooleiro (US$ 1,95 bilhão, sendo que, desse total, o açúcar representou 79,5%); o complexo soja (US$1,55 bilhão, tendo a soja em grão 88,7% de participação no grupo); o setor de carnes (US$ 931,76 milhões, em que a carne bovina respondeu por 78,6%); produtos florestais (US$ 883,40 milhões, com participações de 53,5% de celulose e 38,4% de papel); e de sucos (US$ 682,17 milhões, dos quais 97,3% referentes a suco de laranja). Esses cinco agregados representaram 77,4% das vendas externas do setor.

A maior variação no desempenho das exportações coube ao grupo de sucos, que registrou crescimento de 29,4%, seguido pelo setor florestal teve (7% ), complexo sucroalcooleiro (5,9%), e de soja (1%).

Exportações
O setor sucroalcooleiro teve a maior participação (25,2%) nas exportações do Estado, com 5,9% a mais em valores. O complexo soja registrou desempenho positivo com elevação nos embarques (2,4%) e em valores (1,0%). Já a soja em grão e o grupo de carnes tiveram aumento em volumes (grãos de +0,6% e café de +0,1%). O destaque ficou para a carne suína que apresentou resultado positivo em valores (+89%) e na quantidade embarcada (+53,5%). Os produtos florestais tiveram ganhos de 7% em valores e de 8,1% na quantidade em relação a 2022. As exportações dos produtos de celulose, principal item do grupo, apresentaram elevação nos valores (+17,6%) e nos embarques (+19,5%).

Importações
Os principais produtos de importação do setor agronegócio paulista no primeiro quadrimestre de 2023 foram: salmões (US$ 136,96 milhões), papel (US$ 133,1 milhões) e trigo (US$120,07 milhões).

Por Portal do Governo do Estado de São Paulo

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior
Programas de destaque incluem “Vivenciando a Prática”, que já mostrou realidade do agronegócio a mais de 30 mil estudantes e professores, e a Agroteca Digital
O estudo foi realizado pela HR Tech Mereo, plataforma integrada de gestão de pessoas presente em cerca de 40 países, responsável por atender a 10% das 500 maiores empresas do Brasil.