Giro da Pecuária

com Sebastião Nascimento

Expointer tem retorno presencial e comemora o êxito

A tradicionalíssima feira gaúcha faturou bem e levou 66 mil visitantes a Esteio
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
angus na pista
Áudio

Este ano eu não fui a Esteio, no Rio Grande do Sul, fazer cobertura da tradicional Expointer, encerrada domingo último, dia 12. Este jornalista cobriu a feira gaúcha durante décadas, desde os anos 1980, para os jornais Estadão, Folha de S. Paulo e revista Globo Rural.

Admiro demais. Freio de Ouro com o cavalo crioulo, julgamentos empolgantes de gado, ovinos e cavalos, leilões agitados. Depois, um churrasco farto com a deliciosa carne gaúcha, cujo sabor é incomparável.

A feira teve agora o seu retorno presencial e agradou a todos os participantes. “A Expointer 2021 superou as minhas expectativas.” A frase é de Nivaldo Dzvekanski, presidente da Associação Brasileira de Angus, raça que participou com força da feira.

Nivaldo diz mais: “Esperávamos uma feira de exceção e tivemos quase uma Expointer a pleno, como nos anos anteriores. Os julgamentos on-line surpreenderam em audiência e em alcance e tivemos excelentes momentos de encontros e de negócios.”

Segundo o presidente, a Expointer enalteceu a força do agronegócio e mostrou que o setor não parou e nem vai parar. “Entendo que o agronegócio é o motor desse nosso país gigante em potencialidades”, ressaltou.

A Expointer foi a primeira no país a retornar em formato presencial, tomando-se todos os cuidados possíveis por conta da pandemia. Os organizadores informam que o montante de negócios foi de R$ 1,62 bilhão e mais de 66 mil visitantes estiveram no parque de exposições de Esteio.

O movimento financeiro correspondeu a 60% do arrecadado em 2019, última edição da feira antes da pandemia. Agradou os organizadores, que registraram ainda 56 mil visualizações na plataforma on-line, de 25 países.

O balanço é realmente positivo e importante, levando em consideração a limitação considerável de público que pode circular no parque neste ano, em função dos protocolos de saúde. Em 2019, a Expointer recebeu 416 mil visitantes.

Angus na pista

A Cabanha Floripana, de Urupema (SC), fez dobrinha na Expointer 2021, levando para casa os títulos de grande campeão com o touro sênior Floripana 398 Bismarck e de grande campeã com a vaquilhona Floripana Florença TEI409 Bismarck TEI.

A vitória histórica foi comemorada pelo criador Oreste Melo Júnior, da Floripana A cabanha, em sua estreia na Expointer, já carregou a responsabilidade de ser a única propriedade de Santa Catarina com animais Angus no Parque. E saiu de lá levando títulos.

Teve ainda julgamentos de animais Angus rústicos. As cabanhas Soldera, de Panambi (RS), e Recalada, de Capão do Leão (RS), conquistaram os grandes campeonatos nos rústicos Angus da Expointer 2021.

Por Sebastião Nascimento
Crédito da foto: Eduardo Rocha

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

ARTIGOS

EM DESTAQUE

Relacionadas

Veja também

Um total de 209 pecuaristas de 20 Estados brasileiros compraram gado nelore na chamada Semana da Genética Katayama, concorrido leilão realizado de quinta-feira a domingo últimos.
Os leilões estão derrubando recordes. Todos virtuais, como o da Agropecuária CFM, realizado no dia 5 deste mês e que limpou a pista ao vender 502 machos nelore pela média de R$ 20,2 mil, com um crescimento robusto de 68% em relação ao evento do ano passado.
Depois de mais de dez horas de vendas com lances das cinco regiões do Brasil, o leilão Rincon Code fechou com faturamento de R$ 2,58 milhões ao vender 143,5 animais das raças Angus, Brangus e Ultrablack.
Os negócios fervilham também na Expogenética, que está sendo realizado em Uberaba, Minas Gerais.