Search
Close this search box.

Expoflora começa nesta sexta e comemora a sua 40ª edição histórica

25 de agosto de 2023

Esta é uma edição especial do maior evento de flores da América Latina, que além de completar sua 40ª edição, comemora também 165 anos da imigração holandesa no Brasil e 75 anos da imigração em Holambra e traz atrações culturais típicas e muita diversão 
Compartilhe no WhatsApp
Expoflora começa nesta sexta e comemora a sua 40ª edição histórica

A Expoflora 2023 se prepara para receber turistas de todo o Brasil e de outros países, no período de 25 de agosto a 24 de setembro, de sexta a domingo, inclusive no feriado de 07 de setembro, das 9h às 19h.  

A organização espera receber um público de 400 mil pessoas e 2.500 excursões, alta de 23% sobre os 325 mil registrados em 2019. O evento terá ainda 120 expositores, 7.000 empregos gerados direta e indiretamente, e um impacto econômico de R$80 milhões na região.

Na programação especial deste ano, a Expoflora vai apresentar ao público mais de 4.000 variedades de 300 espécies de flores e plantas ornamentais como roseiras, girassóis, antúrios, crisântemos, orquídeas, hibiscos, sunpatiens e muito mais numa ampla exposição de arranjos florais e mostra de paisagismo e decoração com as últimas tendências do segmento e um grande shopping das flores para os visitantes levarem para casa um pouco dessa magia da Expoflora.  

Localizada a 2 horas da capital paulista, a festa vai homenagear o aniversário de 165 anos da imigração holandesa no Brasil e 75 anos da imigração em Holambra, proporcionando, além da beleza natural das flores e plantas, um mergulho cultural com cerca de 250 apresentações típicas de dança e música, gastronomia holandesa e variada, parque de diversões, fazendinha, museu cultural, o desfile da parada das flores, chuva de pétalas de rosas, passeio turístico Magic Garden Holambra, entre outras atrações.  

O espaço da festa tem área total de 250 mil m², com área de circulação de 108 mil m². A capacidade é de 25 mil visitantes por dia e o estacionamento pode receber até 5 mil veículos. 

Confira as principais atrações da Expoflora:  
 

Jardins  
Ao ar livre, onde os visitantes podem conhecer jardins e se encantar com a beleza e o aroma das flores e conhecem espécies como: sunpatiens, bromélias, orquídeas, hibiscos, dipladênias, antúrios, petúnias, bromélias, amaryllis, rosas, coleus, lavandas, lírios, tuias, dentre muitas outras.  
 
O desfile na Parada das Flores é um espetáculo com carros alegóricos decorados pela artista floral Stans Scheltinga que juntamente com o “Tulipo”, mascote do evento e a nova personagem “Flora”, dentre outros personagens, conduzem o público até o local onde ocorre a Chuva de Pétalas.  
Um dos maiores espetáculos da exposição é a tradicional Chuva de Pétalas de Rosas, que ocorre em todos os dias do evento, às 16h30, e emociona crianças, jovens e adultos de todas as idades. São utilizadas cerca de 300 mil pétalas colhidas de 18 mil botões de rosas, despetalados um a um para proporcionar tamanha delicadeza e beleza que emocionam o público. 

Exposição de Arranjos Florais
 
O tema da Exposição de Arranjos Florais deste ano é 40 edições da Expoflora e 75 Anos de imigração holandesa em Holambra”, e para esta data tão importante os artistas florais Jan Willem, Jessica Drost e sua equipe apresentam 10 espaços exuberantes que convidam o público para uma viagem ao tempo cheia de cores vibrantes, brilho, perfume, totalmente ambientada; as flores e folhagens surgem em todos os cantos, do teto ao chão, brotam nos lustres clássicos e luxuosos, candelabros, surgem em vasos imensos, são trepadeiras, folhagens, orquídeas wanda penduradas por todo o espaço.

Nas fachadas de casinhas cenográficas, o colorido especial das floreiras repleta de flores conduz a uma viagem às primeiras vilas holandesas. O mobiliário clássico em harmonia com o rústico e objetos contemporâneos, trazem exclusividade e inovação para a exposição, bastante aguardada por todos, pelas novas ideias e composições de arranjos exclusivos. 

Podemos observar que em meio às flores e plantas estão os objetos que ajudam a compor os ambientes, são candelabros, velas, fruteiras e vasos imensos, lustres sofisticados, vários bolos de aniversário decorados, espelhos, móbiles, bacias de metal, casinhas e prateleiras em madeira, fotos, roupas, a vaca holandesa; uma verdadeira viagem cultural e afetiva em um formato surpreendente. 

Para produção dos ambientes os artistas florais utilizaram 150 mil hastes de flores, entre 4 mil variedades, são rosas, crisântemos, boca de leão, antúrio, delphinium, hortênsias.

Destaque para os lançamentos exclusivos em plantas e flores que estão deixando os ambientes ainda mais bonitos, como a alstroemeria de vaso, que antes era utilizada como flor de corte, nas cores rosa, branca, vermelha, laranja e lilás, a “árvore do dinheiro” – pachira aquatica em tamanho grande, novidades em alocacias, folhagens exuberantes com detalhes como caule zebrado, toque diferenciado, variedade de cores e tamanhos, rosa skyfire, que possui combinação de cores perfeita em amarelo com as pontas das pétalas laranja, entre outras. 

Jan Willem conta que também está comemorando a data especial, pois está completando 40 edições de Expoflora, ele participa do evento desde a primeira edição. “Vim da Holanda em 1981 para trabalhar na Expoflora e vi todo esse crescimento de perto, tanto da cidade, quanto da festa, da produção magnífica de flores e plantas, é como se eu também estivesse fazendo aniversário e comemorando esse marco”, explica ele. 

Confira os ambientes na Exposição de Arranjos Florais e Paisagismo 
 
Logo na entrada teremos o ambiente 1 – 40 edições da Expoflora 

Destaque para o colorido especial desta ala que representa as 40 edição da Expoflora, com um bolo tridimensional de 5 metros de altura totalmente decorado com plantas delicadas, bexigas. O espaço traz cores alegres e vibrantes com flores como hortênsia, rosas, boca-de-leão, em tons de laranja, vermelho e azul. Uma verdadeira festa de gala com arranjos clássicos bastante usados em datas comemorativas, repleta dos tradicionais guarda-chuvas coloridos no teto, tecidos e elementos que representam a cidade de Holambra. Um convite para o público festejar junto com a Expoflora, em grande estilo, esse marco conquistado de 40 edições. 

 
O tema do ambiente 2 é Anos Dourados 

Esse espaço traz brilho e sofisticação, decoração com peças douradas e flores amarelas e com tons variantes para demonstrar o crescimento da Expoflora, que o artista floral Jan Willem acompanhou desde o início, e o brilho de uma história que se funde à história de Holambra e sua importância no Brasil e América Latina como a capital das flores e plantas ornamentais. 

O ambiente também contemplado com mobiliário clássico em madeira, cadeiras estofadas e mesas ganham toque contemporâneo com peças douradas, como uma cabeça de manequim, candelabro, vasos dourados e de tons pasteis.  
 
Ambiente 3 – Redondo indefinito  
Espaço em formato redondo repleto de vasinhos com flores vermelhas em espiral e totalmente espelhado proporcionam profundidade e sensação de infinito. Esse ambiente está repleto de bromélias, lavandas e exala exuberância e inovação.  
Traz um estilo contemporâneo e é um convite para os visitantes tirarem fotos e fazerem cliques incríveis, parecendo estarem inseridos em um caleidoscópio floral, divertido e colorido. 
 
O ambiente 4 traz as Bandeiras holandesas em formas de tendas, são 3 tendas nas cores vermelha, branca e azul, totalmente decoradas com flores e plantas para reproduzir a cor da bandeira holandesa e homenagear a chegada dos imigrantes e a trajetória de conquistas nestes 75 anos de história em Holambra. 
As casinhas típicas holandesas compõem o cenário em vários formatos, como prateleiras, fachadas cenográficas, o espaço também remete à entrada das casas nas vilas holandesas e também hoje em dia na cidade de Holambra, com cercas coloridas, que ganha graça e delicadeza com pequenas flores brancas, amarelas e arranjos em vasos e objetos vistosos. 

Ambiente 5 – Cidade holandesa  
É um espaço que traz um pedacinho da Holanda para dentro da exposição com os principais símbolos e elementos da cultura típica reunidos e harmonizado com plantas de um jardim holandês.  

E se tratando de símbolos traz um dos principais – o moinho, que além de extrema beleza simboliza a força de trabalho, talento e produtividade dos holandeses, símbolo que hoje está presente nos principais pontos turísticos da cidade de Holambra. 

Neste ambiente, os moinhos estão na parede, como cenário de fundo e no chão, em cores azul e branca, interagem com a beleza natural dos arranjos florais.  

Outro símbolo que traz essa história para o espaço, com graça e beleza, são os Beijoqueiros, casal de holandeses que expressa carinho e afetividade. As carriolas que os holandeses utilizavam muito para acampar, tudo nas cores azul e branco, com diversas flores como antúrios, delphinium, cinerária, violetas, entre outras 

Ambiente 6 – 75 anos de imigração 
Este espaço é especial, pois une a beleza natural das flores e plantas ornamentais a objetos e elementos afetivos que ao primeiro olhar já contam a trajetória dos imigrantes, iniciando-se da partida de seu país natal e a viagem de navio para o Brasil, com malas e baús antigos. Fotos incríveis em branco e preto ilustram essa história de 75 anos de imigração. Com ponto central, traz a Casinha Pica-Pau, que eram as moradias que os holandeses habitaram quando chegaram aqui no país. 

O cenário rústico traz tantos detalhes, como panelas e utensílios domésticos, varal com roupas de época, animais como galinha e a vaca holandesa. 
Neste ambiente o visitante é estimulado a conhecer mais sobre a cultura alemã e convidado a visitar o Museu Histórico-cultural de Holambra. 

Ambiente 7 – Lançamentos da Expoflora 2023 
Este espaço é bastante esperado pelos paisagistas, pois traz arranjos com as flores e plantas quer estão sendo lançadas no mercado, e apresentadas, com exclusividade, na 40ª Expoflora, em composições criativas, coloridas e exuberantes. 
Destaque para a alstroemeria de vaso, que antes era utilizada como flor de corte, nas cores rosa, branca, vermelha, laranja e lilás, com cores diferenciadas e durabilidade, garantindo beleza ao ambiente por bastante tempo. Essa planta era utilizada como flor de corte para compor ramalhetes e arranjos, e está sendo lançada em vasos para garantir ainda mais beleza por maior tempo.  
As rosas também irão surpreender com novos tons, como a Rosa Skyfire, quepossui uma combinação de cores perfeita em amarelo com as pontas das pétalas laranja, a Rosa Sophia Loren traz a delicadeza e perfume em tons rosa-claro.  
Grande variedade de lançamento de alocacias com novos desenhos nos caules, cores nas folhas, tamanhos e texturas ao toque e muito mais. 
 
Ambiente 8 – Azul e Laranja, uma homenagem à Holanda 

Esse ambiente une duas cores que representam a Holanda, o azul da bandeira e o laranja que significa uma homenagem à família real holandesa. Com tons intensos, o espaço enche os olhos com a combinação harmônica entre as cores das flores e diversas variedades como crisântemos, rosas, violetas, lavandula, plantas ornamentais. 

Ambiente 9 – Cidade em Festa 
Holambra está em festa com os 75 anos de imigração e 40 edições da Expoflora. Criou-se uma minicidade, cheia de cores, flores, plantas, elementos e símbolos da cultura que homenageiam a amizade entre os povos holandeses e brasileiros e a importância desta união para a formação de Holambra. 
Cada canto é repleto de detalhes, flores, objetos, o visitante vai se surpreender ao olhar para cima e se deparar com o teto repleto de orquídeas Wanda penduradas como móbiles, folhagens e trepadeiras; destaque para alguns lançamentos em plantas, como variedades de alocacias e pachira aquática, conhecida popularmente como “árvore do dinheiro”, trazendo mais inovação ao ambiente. 
Além das orquídeas Wanda, destaque para a grande variedade de orquídeas e crisântemos brancos e coloridos usados nos arranjos e vasos. 

 
Ambiente 10 – Fundo do Mar 
Neste ambiente o público vai se sentir submerso no mar. Vai entrar embaixo da água, com cenário azul profundo, com peixes, águas vivas, caranguejos, polvos e plantas que flutuam pelo cenário aquático, trazendo o mar para dentro da Expoflora, e proporciona a interação perfeita do mar com a natureza terrestre e a beleza das flores e plantas ornamentais.  

Os corais produzidos por dezenas de pequenos vasos de suculentas, iluminado e envolvido num azul intenso. A Ecoflora trouxe grande variedade de orquídeas e bromélias para compor este ambiente. 

Mostra de Paisagismo 

A integração do homem com a natureza é objeto de desejo da sociedade atual, em meio a tantos compromissos, tecnologia e salas fechadas. Os principais profissionais de engenharia, arquitetura, decoração, paisagismo e design da região se uniram para mostrar que é possível trazer essa beleza natural para o dia a dia, com ideias criativas, originais e de extrema beleza na Mostra de Paisagismo

Imprimiram todo seu talento na criação de 18 jardins ambientados e decorados na Mostra de Paisagismo e Decoração da 40ª Expoflora.

São espaços que vão sensibilizar os sentidos humanos com beleza e ao mesmo tempo simplicidade, trazendo a natureza para mais perto, de maneira harmoniosa e surpreendente, proporcionando uma viagem sensorial capaz de levar o visitante a um luxuoso jardim com spa, passando por uma paradisíaca praia; o roteiro da visitação também tem um santuário fitoterápico, um loft repleto de cores e elementos naturais, à casa de agricultores americanos, chegando até à infância e o desafio de proporcionar bem-estar na sala de aula, local, normalmente fechado e pouco arejado. 

Os 4 elementos como ar, fogo, terra e água estão presentes na concepção dos espaços, tem reverência à terapia de Shinrin-yoku (banho da floresta), utilização de mobiliário próprio para área externa de forma confortável, que vão do rústico ao sofisticado, uso de cores variadas nos espaços, que vão do branco e preto, para garantir um estilo minimalista e arrojado, aos tons coloridos vibrantes. Mobiliário, objetos e elementos dão o toque de criatividade e sofisticação, peças decorativas premiadas, quadros, vasos, balanços, bancos, pássaros, móbiles em harmonização perfeita com a natureza. 

Uma ideia de aconchego em uma área ajardinada para poder respirar fundo, receber pessoas especiais, e contemplar a natureza. O melhor de tudo é que esse local pode ser o quintal de casa, uma varanda, ou mesmo um loft. 

Nessa viagem proporcionada na Mostra de Paisagismo, um santuário fitoterápico presta homenagem à deusa Hígia, símbolo da preservação da saúde e prevenção das doenças na mitologia grega. Um jardim sensorial convida as famílias a entrarem e experimentarem as sensações e estar mais perto da natureza. 

A mostra traz mensagens importantes como estabelecer diálogos e atuar na transformação que permite contribuir de forma efetiva no compromisso por equidade e respeito às identidades no espaço “todes” com muitas flores e cores, onde tudo é amor e abre um olhar para a diversidade e inclusão. A sustentabilidade também está bem representada no uso de materiais, inclusive com hortinhas em canos de pvc, fáceis de fazer em casa. 

Diante tantas ideias, conceitos e mensagens, os holofotes se voltam para a variedade de plantas ornamentais e flores utilizadas na ambientação dos espaços; são lançamentos exclusivos para a Mostra, novas variedades e cores para as espécies. 
 
Confira os 18 jardins ambientados e decorados: 

Ambiente 01 Ateliê em Flor 
Ana Carolina Perin e Fátima C. Scarpari (arquitetas e paisagistas), Fernando Codo (proprietário da Jardim & Cia. Técnico Paisagista) 

O espaço foi concebido utilizando o conceito de jardim tropical com a finalidade de trazer uma área de descanso e lazer. Um ateliê de orquídeas se insere na paisagem rústica trazendo mais conforto e uso ao ambiente. Uma grande parede verde arremata o entorno junto a um espaço de piquenique  e estar envolto a uma área de sombra. Ateliê em Flor. Mistura Tropical do jardim de quintal. 

Ambiente 03 – Os 4 Elementos 
Viviana Cattaneo e Iloá Santos (arquiteta e empresária). 

Para sensibilizar os sentidos humanos, um espaço que simula a área de lazer de uma casa à beira da praia, onde os 4 elementos da natureza se juntam, ar, fogo, terra e água, para proporcionar momentos únicos e inesquecíveis.  

A água vem do mar, com o som e harmonia das ondas, a terra que dá energia às plantas, o ar que nos dá vida e nos proporciona os aromas, o fogo que esquenta o corpo e a alma, tudo junto criando um ambiente de harmonia e alegria, onde muitas experiências serão vividas. 
A mensagem é – Entrem e experimentem, é sempre um prazer receber os amigos! 

Ambiente 04 – Banho de Floresta  
Carla Dadazio (arquiteta e paisagista). 

Inspirado na prática ou estudo japonês Shinrin-yoku (banho de floresta), terapia que consiste em passar um tempo ligado a natureza. O Banho de floresta surgiu na década de 80 e tomou força após a pandemia, com vários estudos que comprovam a sua eficácia. A técnica consiste em caminhar contemplando a natureza, exercitando a atenção plena, despertando os 5 sentidos o que causa relaxamento, diminuindo a ansiedade e níveis de stress, melhorando assim o sistema imunológico, prevenindo doenças.

Para isso, foi criada uma “mini floresta”, um paisagismo rico em folhagens com caminho sinuoso por onde podemos contemplar e perceber o convite da natureza para o despertar dos 5 sentidos: audição – ouvindo sons de água da fonte e da ducha, o som dos pássaros atraídos pelas plantas, visão – contemplando as inúmeras cores das folhagens através dos espaços com balanço, espreguiçadeiras e poltronas, olfato – sentindo os cheiros das flores e folhas, tato – apreciando as texturas ao caminhar descalça no piso de tijolos e pedriscos, no toque das folhas e paladar – com as plantas comestíveis usadas na decoração. 

Ambiente 05 – Loft do Paisagista 
Allan Oliveira (designer de interiores e paisagista)  

“Para a 40ª Expoflora, decidi resgatar meu primeiro projeto: um loft. Neste ano, reunir elementos de cada edição em que participei e os integrei ao espaço. O ambiente que estou criando para a mostra de paisagismo tem como tema a arquitetura e design efêmera que se baseia na temporalidade”, explica Allan. 

Trata-se de um estilo onde as construções são passageiras e transitórias, durando por um curto período. Nesse sentido, as obras podem desaparecer definitivamente de um local ou serem irreversíveis para outro, dependendo da intenção do autor do projeto de arquitetura efêmera e da história que ele deseja contar. 

Uma característica interessante desse gênero é que ele não se limita apenas a obras e construções, mas também incorpora uma criatividade incrível. “No meu loft, trabalhei com materiais renováveis ​​e naturais para fornecer diferentes texturas e formatos ao ambiente. Logo na entrada, os visitantes serão recebidos por uma horta em canos de PVC e uma fonte em vasos naturais, proporcionando um toque natural e tranquilo”, completa ele. 

A cozinha/sala será um espaço movimentado, com móveis e elementos que promovem a interação e acolhimento. Jardins e plantas estarão presentes, criando um ambiente vivo e verdejante. As divisórias entre os ambientes serão feitas com telas aramadas, proporcionando separação de forma leve e transparente. 

No quarto, destaque será dado à cabeceira feita de tijolos, com um jardim suspenso de folhas variegadas e uma abundância de vasos naturais. As luminárias de papel trarão um toque artístico e acolhedor ao ambiente. 

Por fim, o banheiro será integrado à natureza, com elementos que remetem a um ambiente externo. Plantas e materiais orgânicos preservam presentes, proporcionando uma atmosfera relaxante e harmoniosa. 

“Em resumo, meu loft na 40ª Expoflora será uma combinação emocionante de criatividade, sustentabilidade e conexão com a natureza. Espero que os visitantes apreciem essa experiência única e se sinta inspirada pela beleza da arquitetura e design efêmeros. Conto com o sucesso desse projeto e desejo que todos possam desfrutar desse espaço temporário e cativante”, finaliza o design de interiores e paisagista. 

Ambiente 6 – Vida em Cor e Amor 
Cris Antonelli (arquiteta paisagista) 
 
“Todes cores, todes flores, somos muitos, somos um”, é a mensagem trazida pela arquiteta e paisagista Cris, para esse espaço. 

Estabelecer diálogos e atuar na transformação nos permite contribuir de forma efetiva no compromisso por equidade e respeito às identidades. 

O espaço todes são flores e cores, onde tudo é amor, abre um olhar para a diversidade e inclusão. A necessidade de entender e respeitar as individualidades, as identidades culturais e étnicas. 

Afrodescendentes, povos originários, e toda a comunidade LGBTQIA+ estão representadas nesse espaço! 

Ambiente 7 – Praia Grega 
Orpheu Thomazini (arquiteto urbanista)  

Esse espaço resgata o pé na areia, o clima praiano repleto de verde com iluminação que destaca as plantas ornamentais, uma diversidade de samambaias, marantas, ficus elastica e palmeiras. 

Um bar rústico em alvenaria com o tampo de pedra, revestimento com detalhe em ladrilho hidráulico e parede revestida de madeira de demolição e ainda pergolado feito de eucalipto com cobertura de barba de bode, que ganha um toque aconchegante com iluminação em tom amarelada. Destaque para uma luminária em formato de círculo, proporcionando beleza e originalidade. 

O espaço torna-se mais descontraído com um bugue, que remete aos passeios na areia da praia e dunas. 

Ambiente 8 – Festa na Casa Grega 
Cléia Thomazini (arquiteta urbanista, paisagista e decoradora),  

Uma leitura para representar o povo de origem grega, exaltando celebrações no jardim, destacando as folhagens, e seus tons, áreas de convivência na areia, decoração com simbologias do povo em relação as suas crenças. Passamos a mensagem de que somente estamos no nosso lugar na vida e em festa, quando estamos em sintonia com a natureza, nosso destino, nossa família e nossa origem. Gerânios, begônias, bouganviles, azaleias, alecrim, tostão, samambaias e fícus elásticas, são algumas espécies presentes no ambiente. 

Ambiente 09 – Recanto dos Pássaros 
Mauro Contesini (engenheiro agrônomo e paisagista) 

O projeto minimalista ressalta o valor do convívio do homem com a natureza. Praticamente o ambiente de uso diário permite conforto com o uso de mobiliário próprio para área externa. A predominância do uso da cor branco e preto garante um estilo minimalista e arrojado. De forma inusitada a parede foi revestida com chapisco de pedra pintada com a cor lápis preto da Coral tintas, trazendo movimento e textura para o local. O painel feito com placas PSAI (Poliestireno de alto impacto), elaborado pelo arquiteto Richard Pieper, CEO do Reveste in Cena, possui três prateleiras de madeira ecológica certificada carbonizada da empresa Arboreal, que receberam objetos decorativos.  

Outro destaque é a utilização de pássaros que representam a liberdade de uma forma criativa. O ambiente apesar de ser integrado ele é composto por três áreas distintas; a mesa de alumínio promove uma refeição no jardim; o conjunto de sofás garante o descanso ou a recepção de amigos com muita elegância e descontração da empresa Innovato e o puff gigante de tela aramada cria um cenário de baixo dos grandes fícus que praticamente é uma escultura no jardim.

A gaiola sem pássaros é para refletirmos a nossa relação de respeito com a natureza. O piso drenante da empresa Drenatec é um item ecológico, pois permite a drenagem de mais de 90% da água. Como também a iluminação em LED da empresa Light in Garden que garante economia de energia.  

O paisagismo é composto por um grande canteiro de Sunpatins branca, próprias para o plantio em pleno Sol, com o grande volume de flores traz uma beleza ímpar que nos transmite paz, folhagens como: Aglaunema, Euphorbia, Rabo de tatu entre outras permeiam toda a área de piso destacando todo o ambiente.      

Ambiente 10 – A Harmonia das Plantas Naturais com Preservados para Interiores 
Fabiana Encinas (designer de interiores e paisagista) 

O espaço mostra que é possível trazer o paisagismo para um ambiente interno – “Urban Jungle”. Neste ambiente, a designer e paisagista harmonizou as plantas naturais com as plantas preservadas, que são 100% naturais que passam por um processo ecológico de Preservação e conservação da planta, isso mantém seu brilho, folhagens e texturas, não precisa de água e nem luz solar.

As plantas preservadas valorizam ambientes fechados com uma belíssima iluminação em pendentes. Unindo coleção de móveis de madeira maciça que apresenta formas orgânicas e modernas, criando uma experiência autêntica e sofisticada. 

Guiados pela paixão da natureza e desejo de unir o rústico com o moderno, os móveis foram elevados para áreas gourmet a um patamar totalmente novo. Cada peça é uma sinfonia de formas orgânicas, onde a textura natural da madeira encontra a simplicidade moderna, criando um elo perfeito entre o passado e o presente. 

Neste ambiente o visitante consegue imaginar a sua área gourmet transformada em um cenário digno das revistas de design, onde cada móvel é mais do que uma peça funcional – é uma obra-prima que celebra a autenticidade e a sofisticação 

Ambiente 11 – Quintal de Casa 
Eliana Ranzani (paisagista), Eduarda Ranzani (designers de interiores) 

Não tem nada melhor do que chegar em casa e ter um local para poder respirar fundo, receber pessoas especiais, tomar um drinque e contemplar a natureza. O melhor de tudo é que esse local pode ser o quintal de casa! 

O Quintal de Casa conta com uma mesa de madeira em conjunto a uma pitangueira, que é acoplada em um vaso na parte inferior, substituindo o pé da mesa, o que remete a um design único. Panelas com textura de aço corten em forma de uma horta funcional e decorativa. As panelas trazem memórias afetivas familiares. 

As plantas tropicais de diversas espécies, cores e formatos, presentes no paisagismo contrastam com os tons terrosos presentes no ambiente, como a cor escolhida para a parede e o uso dos materiais de barro e cerâmica nos vasos. 

O mobiliário, como um convite para passar o tempo, feitos de corda náutica, que são mais resistentes e por isso mais utilizados nas áreas externas. 

Acompanhando a tendência atual, foi criado um jardim vertical, que se adapta em diversos espaços e tamanhos, utilizando diferentes espécies de plantas. Os profissionais buscaram criar um espaço convidativo, prezando pela simplicidade e criando histórias através de um ambiente que valoriza a arquitetura através do verde. 

Ambiente 12 – Espaço Garden Spa 
Lucilene Sartori (arquiteta e urbanista) 

O projeto Garden Spa nasceu para proporcionar a sensação de aconchego em uma área ajardinada. Quando se fala de vida agitada do dia a dia, tudo o que desejamos é ter um local agradável para relaxar e descansar. Pensando nisso, nada melhor do que um Spa dentro de um jardim, com uma banheira aquecida de 1.90m e uma paisagem diferenciada com pintura orgânica feita exclusivamente para esse projeto.

Com a união de dois jardins verticais preservados com plantas Kokedama penduradas, a leveza e o charme do ambiente são garantidos, sem esquecer do perfume aromatizado que traz a combinação perfeita para tomar um chá e relaxar a mesa. Garden Spa foi criado para os amantes da natureza e o relaxamento que ela pode proporcionar diariamente. 

Todas as flores e folhagens foram escolhidas cuidadosamente para serem utilizadas nas áreas internas também, trazendo leveza aconchego, durabilidade e composição do paisagismo.  

Além de ser um ambiente totalmente projetado na sustentabilidade, o Espaço Garden SPA é um projeto de arquitetura inclusiva que visa aumentar a diversidade no espaço e possibilitar o acesso, o conforto e a dignidade de todos os ambientes.  
Um convite para apreciar e relaxar sem moderação. 

Ambiente 13 – Jardim dos Sentidos 
Carolina Kratz (arquiteta e produtora rural) 

Em um cenário pós-pandemia, triste e turbulento, onde todos foram obrigados a ficar “enclausurados”, nos distanciamos não só das pessoas, mas também da natureza. O convívio familiar foi abalado. Os adultos com seus cotidianos sempre corridos e as crianças cada vez mais envolvidas em telas e aparelhos eletrônicos, relacionam-se menos. Os jardins, antes lugar de interação, tornaram-se em muitos lares, apenas parte decorativa da casa. 

A ideia de criar um jardim sensorial é de proporcionar momentos de união, aprendizagem, cooperação, criatividade, encantamento, interconexão, pureza, diversão e relaxamento entre família, assim como reestimular os 5 sentidos (tato, audição, paladar, olfato e visão). 

É possível agregar num espaço diversos elementos (água, terra, luz, flora e som) com objetos que vão desde os reciclados aos modernos e lúdicos, e ainda ter um lugar belo e harmonioso. 

Para a composição do “Jardim dos Sentidos”, foram agregados diferentes tipos de madeiras, cascas, folhas, pedras, areia e plantas que foram utilizados para pisar e tocar. As plantas Alocasia Jacklyn e Scalprum, por suas formas e texturas peculiares também foram escolhidas com esse intuito e colocadas em floreiras de palete de madeira. Uma fonte e um mensageiro dos ventos foram alocados para ouvir e sentir. Foi criada uma horta doméstica, também em palete, para plantar, colher e saborear. O jardim suspenso com ervas aromáticas como manjericão roxo, alecrim, camomila, lavanda, entre outros deliciosos aromas da natureza, foi agregado para deliciar o olfato.

O uso de uma paleta de cores, nos diferentes tons de verde e roxo, distribuídos entre plantas e flores em tamanhos variados (Monstera Deliciosa, Regal Shields e violetas), assim como em objetos decorativos, foi usada para encantar os olhos. A diversidade dos canteiros de Pimenta Roxa, Crisântemos, Manacás, Tostão, Antúrios e Sansevieria, coloriram ainda mais o espaço. A floreira em forma de carriola, feita com reuso de pneus, contrasta seu tom de roxo com os das exuberantes Rosas do Deserto. Os cantinhos ganharam vida com o intenso verde das Samambaias e o diferenciado tom da Leea Rubra.

A diversão ficou por conta da casinha, onde é possível brincar e viajar no mundo da imaginação, e do muro musical de utensílios domésticos reutilizados, que se transformam em instrumentos para emissão de diferentes sons. O espaço ficou completo com uma área para descanso e leitura.  

Tudo isso faz-nos provocar além dos cinco sentidos humanos um outro sexto sentido: o da plenitude por sentir-se vivo! 

Ambiente 14 – Educação Infantil & Natureza: Uma Combinação Repleta de Encantos 
Renata Pizzardo (arquitetura e biologia da construção), Stella de Wit 

(Terapeuta ocupacional e co-fundadora OllyToys) 

As referências mais atuais em educação infantil falam muito dos espaços de acolhimento das crianças e da sua relação natureza, movimento, e o brincar livre. Mas o desafio diário das escolas e dos pais é pensar em como colocar isso em prática!  

O ambiente proposto é conceitual, oferece vários insights de como tornar possível essa relação mesmo dentro de ambientes fechados como o da sala. Ao longo da exposição, o espaço irá viver os movimentos possíveis, propondo ateliês que despertam a curiosidade das crianças, espaços que acolhem o corpo e o movimento da criança.  

A proposta pode ser provocadora para profissionais da educação, arquitetura e paisagismo, bem como para pais. E essa é a ideia: olhar para os espaços em relação às reais necessidades das crianças é necessário! Nesse espaço a criança é competente e o adulto apenas facilita o seu aprendizado. 

O espaço contém área aberta para movimentação das crianças e diversos níveis de trabalho: o chão, a mesa, as paredes, o alto da biblioteca. Sim, a estrutura forma uma biblioteca que pressupõe o movimento e a exploração do nível da janela, inspiração para explorar o outro lado do ainda não conhecido. Estar em contato com as plantas e com o que a terra dá ocorre na horta e em todo o restante do ambiente.  

Ambiente 15 – Vivenciando três momentos em uma casa em harmonia: amar, comer e rezar 
Ana Pontes (paisagista) 

Com a premissa da tendência biofílica, a montagem de cada um dos três ambientes foi cuidadosamente projetada para despertar sensações únicas e envolver os sentidos. Três espaços inspirados em momentos característicos ao bem-estar de um lar, intitulados Espaço Gastronômico, Espaço Aconchego e Espaço Contemplativo.

Remetem, respectivamente: ao prazer estético e gastronômico de um ambiente acolhedor centralizado por uma mesa bem-posta; ao aconchego de um ambiente cuja iluminação indireta, tons florais vibrantes e móveis confortáveis são convidativos para reuniões sociais íntimas; à contemplação e serenidade, estabelecidos através da presença de cores suaves e de elementos consagrados ao recolhimento de um espaço meditativo. 
Destaque para as peças decorativas premiadas que serão utilizadas. 

Ambiente 16 – Eco Farm Garden 
Paula Brito (Paisagista e Design de Interiores) 

O projeto de paisagismo Eco Farm Garden, apresenta uma proposta de jardim inspirado na decoração “Farm house”, estilo que descreve o modo simples de viver nas casas de agricultores americanos, onde a beleza se une a simplicidade e aconchego nos espaços de convívio e de jardim.  

O principal foco deste projeto foi criar um ambiente de jardim acolhedor, aconchegante e sustentável, sem que nele houvesse uma peça sequer que fosse nova ou comprada para a construção do espaço.

O reaproveitando dos materiais se fez presente com a busca por itens que seriam descartados da Mostra de Paisagismo da Expoflora de 2022, como por exemplo madeiras, cordas, pisantes, dormentes, balaios, cestos, tambores, e até uma charmosa casinha que seria derrubada, após sua belíssima criação e uso para o espaço de um talentoso paisagista Irineu, que esteve conosco em 2022. 
São 3 ambientes que proporcionam sensações diferentes como leveza, intensidade com um toque de humor, com elementos como um banco de balanço e rede, e a parte sensorial e terapêutica com as hortas e plantas funcionais. 

Destaque para os dois quadros da artista plástica Marisa Trippia, que participa da Expoflora há 30 anos com suas belas telas florais que retratam paisagens exuberantes da cidade. 

“Com o paisagismo representando a tropicalidade do nosso Brasil, busquei recriar ambientes acolhedores no jardim, num ambiente de 140 m2, combinando o uso de plantas ornamentais, funcionais e plantas comestíveis, tornando o jardim um espaço vivo, funcional e terapêutico”, explica a paisagista e design de interiores. 

O mobiliário foi todo fabricado com madeiras de reaproveitamento de antigas construções de madeira, demolidas no interior do Paraná, além do uso de pallets descartados da indústria de construção, para a confecção de hortas orgânicas e cachepôs para plantas.  

A construção de uma horta hidropônica na parede com canos de PVC reutilizados, foi idealizada como forma de apresentar uma proposta de horta para locais de pequenos espaços, e que possa oferecer uma nova opção de cultivo orgânico de hortaliças. 

Ambiente 17 – Água, Forma e Função 
Stella Jimenez (paisagista) 

A paisagista escolheu um espaço que possuía algumas plantas, um lago e arte em pintura na parede para utilizar o conceito de recriar, com novos elementos e significados. Se inspirou em um jardim holandês, com um lindo caminho e antúrios. Utilizou plantas como rosas do deserto e cactos para criar um ambiente semiárido em contraponto com um lago que traz a sensação de bem-estar do elemento água para harmonizar com o clima e plantas.  

O espaço possui peças especiais, vasos de cerâmica e bacias na cor aço corten. 
Traz dois jardins verticais interagindo com a pintura na parede. Foram utilizadas variedades de plantas e flores para homenagear a diversidade da produção de Holambra. 
 
“O paisagismo é o meio de se obter de volta a natureza para o homem, através da Recriação”, ressalta a paisagista. 

Ambiente 18 – Jardim de Hígia 
Bia Gasparotto (arquiteta paisagista) e Be Albiero (arquiteto) 

Esse espaço convida para entrar no Jardim de Hígia, um santuário fitoterápico que presta homenagem à deusa Hígia, símbolo da preservação da saúde e prevenção das doenças na mitologia grega. Este ambiente busca proporcionar o bem-estar físico e mental de seus visitantes, assim como Hígia fazia aos deuses e mortais da mitologia.

Os caminhos sinuosos foram inspirados no tronco de uma linda jabuticabeira, representando o curso da vida e a evolução espiritual. A paisagem criada conta com uma grande diversidade de plantas medicinais e com a água, ambas associadas à cura através de preparos ou pelo estímulo dos sentidos. Este espaço sereno e terapêutico convida cada visitante a reconectar-se intimamente com a natureza e desfrutar de momentos de tranquilidade e reflexão, absorvendo da energia vital que emana de todos os elementos aqui presentes. 

Danças Típicas da Holanda  
Reunindo cultura, tradição e muita animação, os grupos de danças típicas holandesas apresentam-se diariamente na Expoflora, levando muita diversão e entretenimento aos visitantes.O grupo de dança de Holambra é único no mundo a reunir coreografias de distintas regiões da Holanda inspiradas na natureza, colheitas, profissões, histórias e tradições do povo holandês.  

Shows ao Vivo  
O parque conta com seis palcos instalados próximos às praças de alimentação (Rosas, Lírios, Petúnias, Íris, Tulipas e Emoções) onde acontecem diversas apresentações de dança holandesa, shows musicais de bandas ao vivo, dança do ventre, fanfarra e apresentações populares.  

Parque de Diversões 
A diversão está garantida na Expoflora com brinquedos para todos os gostos e que vai reunir toda a família. Ingressos adquiridos à parte.

Museu Histórico-cultural de Holambra  
No Museu é colecionada toda a história da imigração e da formação da colônia holandesa. Seu acervo conta com cerca de duas mil fotos e objetos originais usados pelos primeiros imigrantes.   

  
A Fazendinha convida as famílias a se desconectarem da cidade e terem momentos agradáveis de tranquilidade e contato com a natureza e com os animais. As crianças adoram esse passeio.  

  
Passeio Turístico Magic Garden Holambra – é uma das atrações da Expoflora, uma experiência imersiva em novos jardins e campos de flores ampliados, com cores impactantes e aromas envolventes espalhados por 20 mil m² de área livre, além de esculturas surpreendentes e criativas que exaltam a beleza das flores e plantas. Ingressos adquiridos à parte.

   
Gastronomia típica  

A Expoflora surpreende o público a cada edição com novidades e lançamentos em flores e plantas ornamentais, e cada vez mais a forte presença da gastronomia típica dos Países Baixos se torna marca registrada do maior evento de flores da América Latina.  

Na festa deste ano, os apaixonados por gastronomia vão se surpreender com as grandes novidades, o sorvete de lavandula, assinado pelo chef Lucas Luiz, o Açaí Stroopwafels uma fusão da fruta brasileira com a bolacha típica holandesa; o Stroopwafels Cake com 3 camadas de pão de ló, geleia de morando, coberto de chantili de caramelo.  
 
Outro destaque é a Salada de Flores, repleta de flores comestíveis, o delicioso Kassler servido com molho de damasco e Pannekoek Nozes e Mel com bacon, queijos, nozes e mel, criados pelo chef David Augusto Inaba; as delícias gastronômicas vão levar mais sabor e sofisticação para a edição de 2023, além de outras opções que prometem surpreender o paladar dos visitantes. 

A lavandula é uma planta originária dos cerrados mediterrâneos que tem um aroma marcante, com flores azuis ou arroxeadas que se reúnem em inflorescências tipo espiga. Além de extrema beleza e perfume, possui inúmeras propriedades terapêuticas e vem sendo utilizada, também, na gastronomia, trazendo um sabor surpreendente e sofisticado.  

O sorvete de lavandula é oferecido em duas formas: um picolé de chocolate branco que esconde um recheio roxo de sabor de lavandula, ou como um delicioso gelato. Ambospoderão ser degustados, com exclusividade, pelos visitantes da Expoflora nas sorveterias Vanilla Ice e Don Gelatto, entre outras novidades e delícias doces e salgadas da gastronomia holandesa, brasileira e de outras nacionalidades. 
O Stroopwafels Cake traz três camadas de pão de ló, geleia de morango, uma bolacha de Stroopwafels dividida ao meio, coberta com chantili de caramelo. O Açaí Stroopwafels, composto pela tradicional bolacha recheada com xarope de caramelo com o delicioso açaí puro, acentuando ainda mais o sabor da sobremesa que pode ser encontrado no Martin Confeitaria e no Martin Açaí. 

A leveza e refrescância também estarão presentes em opções de entradas, como a Salada de Flores que é um mix de folhas de salada tradicional e flores comestíveis, molho de mostarda dijon e mel, nozes, palmito e tomate. O chef David também apresentará mais duas opções de pratos salgados: Pannekoek Nozes e Mel, panqueca aberta no prato com os recheios incorporados na massa, queijos gouda e prato gratinados por cima, nozes e mel.

O delicioso Kassler – bisteca suína defumada e salsicha schublig, servido com o saboroso molho de damasco e arroz típico, ambas as receitas são trazidas diretamente da Holanda. Estes pratos estarão disponíveis no cardápio do Martin Restaurante.  

O restaurante Casa bela traz uma novidade em salsichão feito de carne de porco e chimichurri, em porção para duas pessoas, que será servido com diferentes acompanhamentos como stamppot (purê típico), chucrute, purê de maçã e fritas. 

E claro, os pratos e delícias consagradas e preferidas pelo público das outras edições não podem faltar, sobremesas utilizam flores como ingredientes e conquistam os apaixonados por gastronomia, que gostam de experimentar novos sabores e aromas como o sorvete de rosas, bastante procurado em outras edições da Expoflora, a sobremesa refrescante é feita com xarope e geleia da flor, importados do Líbano. O doce já virou tradição na festa.  


Outra sobremesa queridinha lançada na edição de 2022, pelo restaurante Casa Bela, está garantida – o Bloempot, sobremesa no vaso, que parece um vasinho de flor, porém é comestível e saborosa, além do colorido especial. 

Destaque em sobremesa holandesa, a tradicional bolacha “stroopwafel” – waffel recheado com caramelo, que especialmente na Expoflora, ganha diferentes coberturas e uma decoração especial com flores comestíveis. A bolacha também ganhou uma versão refrescante, recheada com sorvete de pistache, café, chocolate ou creme que pode ainda, ser servida com calda quente. 
Este doce é muito antigo, começou a ser fabricado na Holanda no século XVIII, quando a Companhia Holandesa das Índias Orientais explorava rotas comerciais na África do Sul, Caribe e Indonésia, resultando na criação dessa bolacha feita com massa à base de canela e caramelo. 

A culinária típica holandesa é muito saborosa, tanto em doces quanto em opções salgadas e faz sucesso no mundo inteiro. Os restaurantes típicos instalados no parque da Expoflora oferecem o melhor da gastronomia dos Países Baixos, como eisben (joelho de porco), batata holandesa, o pannekoek (panquecas), diny rosti (batata pré-cozida, ralada com bacon e especiarias e recheada com salsichões), festival stampot (purês típicos acompanhando dois salsichões) e stampot wortel (purê de batata com cenouras e carne de porco e molho de cerveja). 

Principais restaurantes, confeitarias e sorveterias do recinto 

O Restaurante Amsterdam oferece buffet especializado em comida típica holandesa, assim como o Martin Restaurante que nesta edição também terá novidades como a Confeitaria e o Bar – DE DAM, com delícias gastronômicas típicas e variadas. O restaurante Tulipa traz opções saborosas da gastronomia holandesa, como, joelho de porco; para atender a todos os gostos, o Restaurante Fazenda traz buffet de churrasco e comida caseira.  
  
O restaurante Casa Bela traz pratos típicos salgados e sobremesas exuberantes decoradas com flores comestíveis, as sorveterias Vanilla Ice oferecem sorvetes variados e o delicioso lançamento – sorvete de lavandula.  
 

Como tudo começou – Histórico da imigração Holandesa e economia nos dias de hoje 

O nome de Holambra foi dado pelos primeiros imigrantes holandeses que chegaram em 1948 e traz as iniciais de Holanda, América e Brasil, selando uma história de sucesso e amizade entre os povos. A cidade é um pedacinho da Holanda no Brasil, cheio de belezas naturais, riqueza cultural e o cooperativismo nas atividades de produção e comercialização de flores e plantas. 

A principal atividade econômica de Holambra é a produção de flores. A cidade responde por 55% da produção do setor florícola brasileiro e se consolidou como a maior exportadora de flores da América Latina, sendo responsável por 80% da exportação brasileira.  As flores começaram a ser produzidas na cidade em 1951.   

 
Outra característica marcante de Holambra, é o espírito associativista e cooperativista herdado dos imigrantes holandeses.  

Uma das formas para divulgar as flores no Brasil e na região foi justamente a criação da Expoflora, evento que movimenta economicamente e culturalmente toda a região, estimulando produções e comércio local, gerando empregos e que ajudou a projetar Holambra.  

  

Cultivo das Flores – cooperativismo 

40 anos de evolução do cultivo das mudas, tecnologia e inovação  
 

Os primeiros imigrantes holandeses chegaram na região na década de 40 e já começaram a trabalhar com a terra que se mostrava fértil e produtiva. Hoje são mais de 200 famílias que produzem flores em Holambra, o cultivo atravessa gerações, de  

pai para filhos e netos; eles se reúnem em cooperativas que são responsáveis por grandes produções e distribuição de plantas e flores em todo o país.  

As cooperativas hoje possuem tecnologia de ponta à serviço do conhecimento e talento das gerações de produtores. Avanços tecnológicos têm sido os principais responsáveis pela diversificação e melhora na qualidade da produção de flores no Brasil. A partir da introdução de novas tecnologias e práticas de manejo, foi possível aumentar o número de espécies cultivadas e modificar as que já eram produzidas no país.  
  

Cooperativa Veiling + de 450 cooperados  

Com moderna infraestrutura, a Cooperativa Veilling está preparada para expedir a produção de flores e plantas de 450 cooperados para todo o território nacional, com operações que funcionam 24 horas por dia e 7 dias por semana. Utilizam diferentes sistemas de comercialização de forma segura e transparente, incluindo leilão eletrônico, intermediação e canais de venda online.  

Cooperflora – Flores de corte  

Atua no mercado de flores e acessórios, ajudando a conectar o campo ao varejo através de soluções inovadoras e tecnologias que permitem garantia de entrega, qualidade e volume de maneira conveniente e exclusiva para o cliente final.  

Em um mundo cada vez mais colaborativo, a Cooperflora busca unir pessoas com os mesmos propósitos. Dos produtores cooperados, que produzem nossos produtos com excelência ímpar, aos clientes que compartilham conosco o propósito de cultivar emoções.  

Contam com duas unidades de negócios: a sede em Holambra/SP e uma filial em Campos de Holambra (Paranapanema). Ambas foram planejadas em localizações estratégicas para viabilizar a distribuição dos produtos em condições ideais de temperatura, transporte e armazenamento. Possui parceria com atacadistas, garantindo um sistema de distribuição em nível nacional que permite o abastecimento e fluxo de mercadorias em todo o país.  

A realização da 40ª Expoflora ocorre com o apoio de patrocinadores que junto à organização, primam pela qualidade e excelência de um evento grandioso que promove cultura e diversão para os visitantes. São eles:  
Patrocinadores: Coca-Cola FEMSA Brasil, por meio das marcas Coca-Cola e Eisenbahn, 3 Corações e O Boticário. Apoio: Prefeitura Municipal de Holambra, Cooperativa Veiling Holambra e Cooperflora. 

Serviço – 40ª Expoflora – 25/08 a 24/09  
Data: 25 de agosto a 24 de setembro – sexta-feira a domingo, inclusive 07 de setembro  
Horário: das 9h às 19h  
Local: Holambra, SP  
Endereço: Rodovia SP-107, km 32,5, sem número 
*A cidade está a 137 quilômetros de distância de São Paulo (2 horas), na região metropolitana de Campinas.  

Ingressos – a partir de R$ 50,00 – ingresso solidário (5º lote): https://expoflora.com.br/ingressos/  
 
Valores dos ingressos na bilheteria do evento: 
• Ingresso solidário – R$ 75,00 
• Ingresso Meia – R$ 65,00 
• Ingresso Inteira – R$ 130,00 

• Passeio Turístico Magic Garden Holambra – R$ 40,00 (antecipado online) 
Classificação indicativa: Livre (menores de 16 anos devem estar acompanhados pelos pais ou responsáveis) 
 
*O Ingresso Solidário pode ser adquirido por qualquer pessoa. Parte do valor será destinado a instituições de caridade. 
*Os lotes de ingressos são limitados por quantidade para cada dia de evento, e serão alterados automaticamente. Os preços descritos neste material podem sofrer mudanças de acordo com os lotes. 
 
Informações gerais: https://expoflora.com.br/  

Por Expoflora

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Webinar ABAGTALKS Caminhos da bioeconomia para a COP30, promovido nesta segunda-feira, dia 17 de junho, pela ABAG (Associação Brasileira do Agronegócio)
Em um ano: as exportações totalizaram R$ 898,45 bilhões
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior