O AGRONEGÓCIO MAIS PERTO DE VOCÊ

Expansão do Programa Produzir Brasil

Assinada parceria entre a Anater e Emater: Centro-Oeste será primeira região beneficiada
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Presidente da Anater, Ademar Silva Jr.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Áudio

No início da semana (15/03) foi celebrado novo convênio pela Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) para expandir o Programa de Consolidação de Assentamentos – Produzir Brasil no Centro-Oeste, primeira região beneficiada. Desta vez, a parceria foi firmada com Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) para atender outras 374 famílias assentadas. A assinatura foi concretizada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), órgão responsável pela governança da política pública que será levada para todo o País.

“Trata-se de convênio guarda-chuva para estados do Centro-Oeste. Vamos levar a assistência técnica tão necessária para que os pequenos produtores possam produzir e também comercializar. É mais um dia significativo para o Mapa”, ressaltou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

A iniciativa acelera o processo de consolidação dos projetos de reforma agrária por intermédio da inserção produtiva com cadeias de valor. Ao viabilizar Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), o governo federal promove sustentabilidade econômica e ambiental, bem como, a estabilidade social dos beneficiários, visando a inserção em mercados e posterior emancipação.

O valor total do Instrumento Específico de Parceria (IEP) supera R$ 1,4 milhão, sendo cerca de R$ 997 mil da Anater e o restante, R$ 427 mil da Emater-DF. Os assentamentos selecionados se localizam no Distrito Federal e no município de Padre Bernardo, no estado goiano. A maior parte do recurso é oriundo do Mapa, órgão da União com o qual a Agência celebra Contrato de Gestão. A execução atende uma das metas que direciona a Ater para agricultores familiares assentados.

Participaram da ocasião a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca; o secretário de Agricultura Familiar (SAF/Mapa), Fernando Schwanke; a ministra do Mapa, Tereza Cristina; o presidente da Anater, Ademar Silva Jr; o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme; e o superintendente Federal de Agricultura DF, William Barbosa.

O Produzir Brasil

Os beneficiários do Produzir Brasil são agricultores familiares titulados ou em processo de titulação, que fazem parte da listagem do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Com a política pública, eles garantem o título da posse rural e a Ater para se desenvolverem na terra.

O presidente da Anater, Ademar Silva Júnior, destacou os efeitos da ação conjunta. “Levar Ater para quem recebe o título significa mais um passo para acessar outras políticas públicas e principalmente, de financiamento. Não se trata de garantir somente a agricultura de subsistência, mas sim de produzir para o mercado”, disse.

O Produzir Brasil foi lançado no mês de novembro e beneficiará, nesta primeira etapa, além do Distrito Federal e Goiás, os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A expectativa é expandir, em breve, para o restante do Brasil. Com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-GO), o convênio firmado garante Ater para 2.005 famílias assentadas. Já com a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer-MS), são contempladas 1.177 unidades familiares.

Ao todo, a primeira leva soma 6.726 famílias de agricultores assentados no Centro-Oeste que receberão Ater.

Fonte: Anater – Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural