Search
Close this search box.

Etanol de soja: Empresa do agronegócio faz aposta no Mato Grosso

18 de agosto de 2023

A Caramuru Alimentos é uma das primeiras no Brasil e no mundo a produzir em escala comercial etanol a partir do melaço de soja.
Compartilhe no WhatsApp
Etanol de soja Empresa do agronegócio faz aposta no Mato Grosso
Etanol de soja entra em competição com o biocombustível produzido a partir da cana-de-açúcar ou milho. (Imagem: Reuters/Marcos Brindicci)

Caramuru Alimentos, uma das maiores processadoras de grãos e produtoras de biodiesel do Brasil, informou nesta quarta-feira (16) que começou a comercializar etanol de soja produzido em seu complexo industrial de Sorriso (MT).

A companhia é uma das primeiras no Brasil e no mundo a produzir em escala comercial etanol a partir do melaço de soja. Essa matéria-prima é resultante do processamento da oleaginosa, disse a Caramuru em nota. No Brasil, o biocombustível normalmente é produzido a partir de cana-de-açúcar ou milho.

“Essa nova atividade confirma o nosso espírito de sempre buscar soluções novas dentro do setor, ampliando a nossa atuação e ocupando espaços relevantes dentro do agronegócio”, afirmou o diretor-presidente da Caramuru, Júlio Costa.

Dessa forma, a unidade industrial instalada em Sorriso, grande polo de produção de grãos do Brasil, tem capacidade anual de produzir 9,5 milhões de litros de etanol hidratado.

Do total, um volume de 72% terá comercialização no mercado interno brasileiro e o restante consumido na planta como insumo.

Etanol de soja

O uso do etanol de soja na própria unidade deverá reduzir custos da Caramuru. Afinal, o setor precisa do produto para utilizá-lo como solvente no processo de produção de proteína concentrada de soja.

Portanto, a Caramuru afirma que todo o potencial dessa matéria-prima tem reaproveitamento com alta eficiência energética, minimizando os impactos ambientais e maximizando o potencial da economia circular.

Por exemplo, na unidade de Sorriso, a empresa já produz farelo de soja, óleo, lecitina, além dos concentrados de soja.

O projeto do etanol de soja teve financiamento pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), órgão vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação.

Então, o etanol hidratado, além de ter uso como combustível para veículos, pode ser também matéria-prima industrial. Ele já é largamente utilizado na fabricação de perfumes, materiais de limpeza, solventes e tintas.

A brasileira Caramuru é:

  • a sexta maior empresa do país em processamento de soja (com capacidade anual de 2 milhões de toneladas),
  • a segunda maior em processamento de milho (capacidade de 470.000 toneladas/ano), e
  • uma das maiores do setor de biodiesel, com capacidade de refinar 230 mil toneladas de óleos de soja, milho, girassol e canola e produção superior a 550 milhões de litros por ano.

A companhia tem presença no mercado de processamento de soja, milho e girassol nos Estados de Goiás, Paraná, Mato Grosso, São Paulo, Pará e Amapá.

*Com informações da Reuters

Por Money Times

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Mais que um café premium, o café de Jacu, produzido a partir de fezes desta ave, carrega um legado importante na preservação ambiental.
Em 2022, quando a Guerra na Ucrânia começou, houve um salto de 188% nas exportações de fertilizantes de Israel ao Brasil
Para Arnaldo Jardim, tendência é a ampliação das possibilidades do produto
Volume da moagem representa um avanço de 18,95% em relação ao mesmo período do ciclo 2022/23