Search
Close this search box.

Entregas de fertilizantes acumularam queda de 11% de janeiro a novembro

9 de fevereiro de 2023

Apesar da redução e do cenário geopolítico atípico no Leste da Europa, mercado brasileiro segue recebendo as importações de fertilizantes e está devidamente abastecido
Compartilhe no WhatsApp
Entregas de fertilizantes acumularam queda de 11% de janeiro a novembro

Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda) indica que as
entregas de fertilizantes ao mercado brasileiro, no acumulado de janeiro
a novembro de 2022, foram de 30,71 milhões de toneladas, com redução
de 11,3% ante as 42,54 milhões de toneladas registradas em igual
período do ano passado. Em novembro, foram entregues 3,74 milhões de
toneladas, com redução de 10,8% em comparação ao mesmo mês de 2021,
quando foram registradas 4,20 milhões de toneladas.

O Estado de Mato Grosso, líder nas entregas ao mercado, concentra maior
volume no período analisado (23,9%), atingindo 9 milhões de toneladas.
Seguem-se: Goiás (4,13 milhões), Paraná (3,95 milhões), São Paulo
(3,84 milhões) e Minas Gerais (3,60 milhões).

As importações de fertilizantes continuam chegando ao mercado
brasileiro, na velocidade que o produtor rural tem demandado para
garantir a produção de safra recorde. Nesse sentido, a ANDA reitera o
permanente empenho, competência e a resiliência do setor para garantir
a continuidade das importações e superar os cenários desafiadores da
conjuntura mundial.

Produção Nacional de Fertilizantes

A produção nacional de fertilizantes intermediários encerrou novembro
de 2022 com 583 mil toneladas, representando queda de 4,1%, na
comparação com o mesmo mês de 2021. No acumulado de janeiro a
novembro de 2022, foram 6,85 milhões de toneladas, com aumento de 5,2%
em relação a igual período do ano passado, quando foram produzidas
6,51 milhões de toneladas.

Importações

As importações de fertilizantes intermediários alcançaram em
novembro 2,32 milhões de toneladas, com redução de 44,6% em relação
ao mesmo mês do ano passado. No acumulado de janeiro a novembro de
2022, o total foi de 32,35 milhões de toneladas, significando redução
de 9,3% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram importadas
35,67 milhões de toneladas.

No porto de Paranaguá, principal porta de entrada dos fertilizantes,
foram desembarcadas 8,87 milhões de toneladas, com redução de 11,2%
em relação a 2021, quando foram descarregadas 9,99 milhões de
toneladas. O terminal representou 27,4% do total importado (fonte:
Siacesp/MDIC).

Fonte: Anda

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.