Search
Close this search box.

Entidades fecham parceria para apoiar mais de 200 produtores de pecuária de corte de MS

1 de outubro de 2023

Sebrae, Governo do Estado, Embrapa, ABPO e Novilho Precoce MS vão realizar ações conjuntas visando melhoramento genético para a bovinocultura de corte
Compartilhe no WhatsApp
Entidades fecham parceria para apoiar mais de 200 produtores de pecuária de corte de MS
Um grupo de entidades, entre elas, o Sebrae/MS, assinou um Acordo de Cooperação Técnica para a realização de atividades conjuntas visando o melhoramento genético para a bovinocultura de corte no estado – (Foto: Divulgação) Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link: https://www.acritica.net/editorias/agropecuaria/entidades-fecham-parceria-para-apoiar-mais-de-200-produtores-de/691568/ – as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do jornal A Crítica de Campo Grande estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do jornal (redacao.acritica@gmail.com). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o jornal “A Crítica” faz na qualidade de seu jornalismo.

Um grupo de entidades, entre elas, o Sebrae/MS, assinou um Acordo de Cooperação Técnica para a realização de atividades conjuntas visando o melhoramento genético para a bovinocultura de corte no estado – (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de beneficiar a cadeia da pecuária de corte em Mato Grosso do Sul, nessa segunda-feira (25), um grupo de entidades, entre elas, o Sebrae/MS, assinou um Acordo de Cooperação Técnica para a realização de atividades conjuntas visando o melhoramento genético para a bovinocultura de corte no estado. A partir da parceria, a expectativa é atingir pelo menos 200 produtores rurais em 2024, com a doação de 10 mil doses do banco de sêmen de alta qualidade genética fornecidos pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O Acordo foi assinado na sede da Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores de Novilho Precoce (ASPNP), em Campo Grande, pelo Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), Sebrae/MS, Embrapa, ASPNP e Associação Pantaneira de Pecuária Orgânica e Sustentável (ABPO). O Sistema Famasul também esteve presente na solenidade de assinatura e apoia a realização das ações, que têm como foco as propriedades rurais de pequeno porte.

Segundo o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, além das micro e pequenas empresas, a instituição também atua em prol do pequeno produtor rural, principalmente com ações em parceria com o Senar MS. Agora, nesta nova parceria, o objetivo é continuar contribuindo com o segmento. “A proposta realmente é essa, a gente está elevando o nível das propriedades, mostrando que é possível fazer o investimento. A ideia é facilitar ainda mais para o produtor, e melhorando a genética”, disse.

“Queremos que o pequeno produtor pense igual ao produtor avançado. E queremos que o pequeno possa ter essa mudança. Mato Grosso do Sul tem várias fontes de recursos do agro, tem o eucalipto, soja, gado. O estado está propício a fazer com que o produtor, o empresário aqui, evolua e tenha uma qualidade de vida através da sua operação”, complementa o presidente da Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores de Novilho Precoce, Rafael Gratão.

O secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico e Sustentável da Semadesc, Rogério Beretta, explica que a ação é fundamental para apoiar os produtores na adoção de tecnologias necessárias. “Isso traz melhoramento genético, estamos buscando precocidade, redução na idade de abate. Então a Embrapa, com esse olhar de trazer a tecnologia, a Secretaria, com o objetivo de fazer o alinhamento institucional e tendo parceiros importantes como as associações e entidades como Famasul e o Sebrae, conseguimos fazer essa grande parceria.

O desafio da pecuária está aumentando mais dia a dia: a chegada do eucalipto vem impactar fortemente áreas de pecuária que não tinham tanta adoção de tecnologia e vão ter que adotar agora, então isso é importante nesse momento que passa o agronegócio do MS”, pontua.

Cada entidade representativa ficará responsável por mobilizar os produtores associados para conhecimento e participação no projeto

Conforme o Acordo, as doses doadas pela Embrapa, de touros de elite, serão utilizadas em propriedades rurais indicadas pelas associações ASPNP e ABPO, com aplicação por meio do Sebrae/MS, que viabilizará serviços de inseminação artificial em tempo fixo (IATF), uma biotecnologia que sincroniza a ovulação das fêmeas bovinas e permite realizar a inseminação.

Cada entidade representativa ficará responsável por mobilizar os produtores associados para conhecimento e participação no projeto. Os participantes na iniciativa vão receber as doses de sêmen gratuitamente e o Sebrae será indicado para a realização dos serviços em IATF, subsidiando 70% da biotecnologia nas propriedades rurais.

Inovação e tecnologia para produtores rurais

Ainda na data, o Sebrae e a Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores de Novilho Precoce firmaram um Termo de Compromisso visando a articulação, execução e implementação de ações de inovação e tecnologia junto aos produtores rurais vinculados à ASPNP, que se enquadrem como micro e pequenas empresas.

Nessa parceria, o Sebrae/MS irá apoiar a realização de eventos técnicos voltados aos produtores associados para disseminação de informações; além do oferecimento das seguintes iniciativas, no campo da inovação e tecnologia, por meio do SebraeTec Agro: ultrassonografia para avaliação de carcaça, planejamento reprodutivo de IATF, avaliação genética e genômica e, por fim, transferência embrionária. O termo irá vigorar até dezembro de 2023.

Por A Critica

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense