Search
Close this search box.

Egito abre mercado de carne para País exportar proteína animal de caprino e ovino

20 de março de 2024

Desde janeiro do ano passado, cem novos mercados foram abertos para o Brasil no exterior, em 49 países.
Compartilhe no WhatsApp
Egito abre mercado de carne para País exportar proteína animal de caprino e ovino

O Egito acaba de abrir seu mercado para a exportação de carnes, produtos cárneos e miúdos de caprinos e ovinos do Brasil, informou nesta terça-feira, 19, o Ministério da Agricultura, em nota. Desta forma, desde janeiro do ano passado, cem novos mercados foram abertos para o Brasil no exterior, em 49 países.

Ainda conforme a nota, em 15 meses, o número alcançado é o dobro do registrado em igual período da gestão anterior, quando 50 mercados foram abertos em 24 países.

Dos cem novos mercados, 36 são na Ásia (Arábia Saudita, Armênia, Butão, China, Filipinas, Índia, Indonésia, Israel, Japão, Malásia, Omã, Paquistão, Quirguistão, Cingapura, Tailândia, Usbequistão e Vietnã); 35 nas Américas (Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Estados Unidos, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai); 17 na África (África do Sul, Angola, Argélia, Botsuana, Egito, Marrocos, Quênia e Zâmbia); 7 na Oceania (Austrália, Nova Caledônia, Nova Zelândia, Polinésia Francesa e Vanuatu) e 5 na Europa (Belarus, Reino Unido, Rússia e Turquia).

Por Dinheiro Rural

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O decreto deve ser publicado nesta sexta-feira (19/04) no Diário Oficial do Estado e passa a vigorar a partir de 2025
O número total de cabeças passou de 20,5 milhões para 25,4 milhões. Tem se destacado no Estado a criação de bubalinos, com alta de 43,27% no período.
A tecnologia já é empregada no exterior em peixes como salmão e truta, e o maior desafio era adaptá-la para o tambaqui
Nelore e anelorados representam 80% do rebanho bovino nacional. Entidade desenvolve ações de fomento e valorização da raça