Search
Close this search box.

Cooperalfa faz investimento em genética em nova unidade no MS

25 de maio de 2023

A nova unidade atenderá a demanda da Aurora, para quem a Cooperalfa fornecerá os suínos, que está ampliando sua unidade de abate em São Gabriel D'Oeste (MS), de 3 mil para 5 mil suínos/dia
Compartilhe no WhatsApp
Cooperalfa faz investimento em genética em nova unidade no MS

A Cooperalfa, cooperativa agropecuária com sede em Chapecó (SC), investiu R$ 140 milhões em uma nova unidade para produção de leitões em Sidrolândia (MS), que foi inaugurada na quarta-feira (17).

A nova unidade atenderá a demanda da Aurora, para quem a Cooperalfa fornecerá os suínos, que está ampliando sua unidade de abate em São Gabriel D’Oeste (MS), de 3 mil para 5 mil suínos/dia, informa a cooperativa em comunicado.

A unidade da Cooperalfa em Sidrolândia, com capacidade para até 10 mil animais, representa o maior investimento em genética suína para uma única granja comercial, em parceria com a Topigs Norsvin.

Os primeiros animais que farão o povoamento da granja chegaram no Brasil no dia 17 de abril provenientes dos Estados Unidos e ficaram em quarentena na Estação Quarentenária de Cananeia (SP), mantida pelo Ministério da Agricultura e pela Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos (ABEGS), seguindo os protocolos sanitários.

O diretor de Negócios & Marketing da Topigs Norsvin, Adauto Canedo, disse na nota que a empresa trouxe “para a nova unidade da Cooperalfa 900 fêmeas da raça large white, com altíssimo valor genético e padrão sanitário”.

Cooperalfa em Sidrolândia

A unidade vai gerar 60 empregos direto na primeira etapa da operação, número que deve saltar para 110 com a previsão de ampliação.

“Trata-se de uma unidade alto padrão sanitário, de forma a mantermos uma pirâmide sanitária no campo. A escolha da localização da unidade é pela pouca produção de suínos no local, o que nos dá maior segurança na biosseguridade. Além disso, a região oferece boa quantidade de matérias-primas para a produção de alimentos para arraçoamento dos planteis”, informou o responsável pela comercialização de pecuária da Cooperalfa, Clóvis Orlandi.

Atualmente, o Estado de Mato Grosso do Sul ocupa a sexta posição no ranking nacional da suinocultura. Segundo a Associação Sul-Matogrossense de Suinocultores (Asumas), em 2022 foram abatidos 2,716 milhões de animais, com a produção de 247 mil toneladas de carne.

Considerando os projetos de expansão e novos empreendimentos no Estado, Mato Grosso do Sul busca ocupar o quinto lugar no ranking da suinocultura.

Por DBO

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Uma vacina capaz de ajudar o criador de caprinos e ovinos a controlar a verminose, principal problema sanitário desses rebanhos no Brasil, foi validada pela Embrapa em animais da região Nordeste e apresentou um nível de eficácia entre 80% e 90% nos ovinos, e entre 60% e 70% nos caprinos.
Somado à complexa conjuntura global, o recuo das importações chinesas de leite tem mantido os preços internacionais estáveis, mas abaixo da média histórica.
Ambiente de negócios aponta para encurtamento das escalas de abate, o que pode levar ao maior apetite de compra
Pelo decreto, laticínios ou cooperativas que comprarem leite no Brasil poderão ser beneficiadas com até 50% de créditos presumidos.