Search
Close this search box.

Cooperação Brasil e Itália: infraestrutura tecnológica aplicada à cafeicultura é tema de debate online da FGV EAESP

11 de fevereiro de 2023

Webinar gratuito sobre a cooperação entre o Brasil e a Itália: infraestrutura tecnológica aplicada à cafeicultura, será no dia 13 de fevereiro, às 14h.
Compartilhe no WhatsApp
Cooperação Brasil e Itália: infraestrutura tecnológica aplicada à cafeicultura é tema de debate online da FGV EAESP

O Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais (FGV CEISA) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP), em parceria com a Associação Itália Brasil e o Instituto Italiano de Tecnologia, realizará um webinar gratuito sobre a cooperação entre o Brasil e a Itália: infraestrutura tecnológica aplicada à cafeicultura, no dia 13 de fevereiro, às 14h. Os interessados em participar devem se inscrever neste Link.

Através de uma análise econômica e da observação do cenário futuro das oportunidades bilaterais de intercâmbio tecnológico e industrial entre a Itália e o Brasil, o evento trará uma discussão sobre a produção, consumo e exportação do café brasileiro. Serão abordadas as tecnologias atuais disponíveis e pesquisas em andamento para produtores e exportadores de café no Brasil, além do destaque do país enquanto potência agroindustrial sustentável.

Cooperação BR e IT: Webinar no dia 13 de fevereiro, às 14h

As palestras serão conduzidas por Marcos Matos, CEO do Cecafé − Conselho dos Exportadores de Café do Brasil; Fabrizio Tubertini, head de Inovação Industrial do Instituto Italiano di Tecnologia (ITT); e Maurício Sampaio, especialista em Agrobusiness e consultor externo da GO Associados. Os moderadores serão Gesner Oliveira, coordenador do Centro de Estudos de Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV EAESP; e Alfredo Pretto, presidente da Associação Itália Brasil.

Por FGV

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Mestre de torra da Mokado Lab de Cafés, da capital federal, supera 23 concorrentes e representará o Brasil no mundial da categoria, em Copenhagen, na Dinamarca
Rio grande do Sul havia colhido grande parte de sua produção de arroz antes das inundações
Este atraso da colheita pode ser atribuído a diversas condições climáticas adversas, especialmente no estado do Rio Grande do Sul.
Investimento em usina foi possível devido ao financiamento do Sicoob