Search
Close this search box.

Comigo é eleita a melhor do agronegócio brasileiro

31 de agosto de 2023

Cooperativa goiana ganha destaque no Ranking do Valor 1000, sendo reconhecida como uma das maiores empresas do agronegócio brasileiro.
Compartilhe no WhatsApp
Comigo é eleita a melhor do agronegócio brasileiro

A Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo) ocupa agora o posto de campeã do setor agronegócio brasileiro no ranking Valor 1000. Fundada em junho de 1975 em Rio Verde (GO) por produtores rurais, a Comigo registrou no ano passado faturamento de R$ 15,6 bilhões. É 50% maior do que em 2021.

Comigo empresa privada

Segundo o levantamento do Valor 1000, a Comigo é a maior empresa privada de Goiás e a quinta maior do Centro-Oeste. Também saltou da 101ª para 85ª posição no ranking das maiores empresas do País. Além disso, é a 9ª maior empresa do agronegócio e a 4ª maior cooperativa brasileira. O número de cooperados aumentou de cerca de 9 mil para 11 mil entre 2021 e 2022.

“O bom desempenho resulta de uma série de fatores. Entre eles o boom dos preços das commodities agrícolas e aumento do volume de recebimento de grãos. A safra deve ser 14% maior no período 2022/2023 em relação a 2021/2022”, afirma o presidente do conselho administrativo da Comigo, Antônio Chavaglia.

image 1 13

Antônio Chavaglia (centro) recebe prêmio do Valor acompanhado de lideranças do cooperativismo goiano e brasileiro

Faturamento

A 23ª edição do Valor 1000 premiou as 26 empresas que se destacaram em seus setores de atuação, além da melhor instituição financeira no Brasil. O evento aconteceu na noite desta segunda-feira (28/8) em São Paulo (SP). Eleita a Empresa de Valor 2023, a Gerdau alcançou o topo do ranking do ano Valor 1000. Ela também foi a melhor empresa do setor de metalurgia e siderurgia.

A receita líquida consolidada das 1 mil maiores empresas estabelecidas no país e integrantes do ranking somou R$ 7,4 trilhões. É uma alta real de 11,1% em relação a 2021, já deflacionada pelo IPCA do período. A variação nominal foi de 17,5%. O lucro líquido das 1 mil maiores companhias teve queda real (deflacionada pelo IPCA) de 4% no ano passado. O aumento dos custos, a queda na atividade e as altas taxas de juros foram responsáveis pelo alto nível de endividamento das empresas em 2022.

A avaliação e a elaboração do ranking foram feitas em parceria com a Serasa Experian e a Fundação Getulio Vargas. As vencedoras do prêmio são classificadas a partir dos balanços e pelas práticas nas áreas ambiental, social e de governança (ESG). Todas elas integram o ranking das mil maiores companhias do país.

Por Empreender em Goiás

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior
Programas de destaque incluem “Vivenciando a Prática”, que já mostrou realidade do agronegócio a mais de 30 mil estudantes e professores, e a Agroteca Digital
O estudo foi realizado pela HR Tech Mereo, plataforma integrada de gestão de pessoas presente em cerca de 40 países, responsável por atender a 10% das 500 maiores empresas do Brasil.
Totalizando R$ 228,6 bilhões o valor representa 22,2% do total do PIB estadual