Search
Close this search box.

Com impulso do agronegócio, economia brasileira teve o 4º maior crescimento do mundo

6 de junho de 2023

A expansão agrícola foi a maior para um trimestre desde o fim 1996
Compartilhe no WhatsApp
Com impulso do agronegócio, economia brasileira teve o 4º maior crescimento do mundo

Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1,9% no primeiro trimestre de 2022. O destaque ficou com a agropecuária. A expansão dos setores fechou em 21,6%. Assim, o impulso dado pelo agronegócio fez a economia brasileira fechar com o quarto melhor resultado do planeta.

De acordo com o instituto Pensar Agro, órgão focado no agronegócio do país, o crescimento da economia brasileira ficou abaixo apenas do de China (2,2%), Polônia (3,8%) e Hong Kong (5,3%). A comparação leva em consideração os países com mais destaque no cenário econômico mundial.PUBLICIDADE

about:blank

“O Brasil superou países como Estados Unidos (1,3%), México (1%), Canadá (0,8%) e Alemanha (-0,3%)”, informa o Pensar Agro. “Esses dados foram divulgados pela Austin Rating e abrangem um total de 49 nações.”

O agronegócio e a economia brasileira

Os dados sobre o crescimento do PIB do país são do Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE). O órgão divulgou as informações em 1º de junho.

Segundo o IBGE, o desempenho dos produtores rurais foi o melhor para um trimestre desde o fim de 1996. Um dos fatores para a o impulso é a safra recorde de grãos, estimada em cerca de 300 milhões de toneladas. A agricultura nacional se consolidou como uma das maiores fornecedoras globais de soja e milho, os grãos mais utilizados pela indústria e por criadores de animais.

Por Revista Oeste

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior