Shady Leo, uma lenda do cronômetro na reprodução

Mesmo desaparecido há 21 anos ocupa, em todos os tempos, a 9ª colocação do Ranking da ABQM, como pai, e líder absoluto, como avô
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Shady Leo, uma lenda do cronômetro na reprodução
Sua marcante qualidade genética o coroou também como um excelente avô – Foto: Divulgação

Nascido em 1978, Shady Leo mostrou sua versatilidade como atleta a partir de 1982, sendo premiado em Rédeas, Apartação e dois anos após também em Western Pleasure. Filho da lenda Shady Apolo Bars e a reprodutora Miss Tonta Leo (Bufferin’s Leo), foi criado pelo Haras 4 Irmãos, em Bauru (SP), passando para o plantel do dr. Marcio Tolentino (Haras ST) em dezembro de 79, onde serviu as matrizes de sua propriedade por longos anos.

Esse garanhão teve toda sua vida reprodutiva nessa região do Estado de São Paulo e em julho de 1996, após 16 anos e meio, foi transferido em parceria para Fazenda Caruana, dos titulares Fauzet e Paulo Farha, que se tornaram seus últimos proprietários até ocorrer seu desaparecimento em 28 de janeiro de 2000.

Na reprodução deixou um imensurável legado, principalmente em relação aos animais voltados às modalidades cronometradas, o que fez seu nome ser conhecido por todo o Brasil.

Um dos grandes líderes de estatísticas em todos os tempos

Mesmo desaparecido há 21 anos, Shady Leo ocupa atualmente a nona colocação no Ranking da ABQM, comprovando também sua versatilidade como pai de 134 produtos – a maioria veio a óbito – que totalizaram ao longo do tempo 6.296 pontos em 16 modalidades. Distribuídos assim: Três Tambores 3637 pontos, representando 57,8% do total; Seis Balizas 2188 pontos; Cinco Tambores 127; Ranch Sorting 91,5; Laço Individual 90; Rédeas 61,5; Laço em Dupla 28; além de Laço Individual Técnico; Western Pleasure; Apartação; Maneabilidade e Velocidade; Team Penning; Laço Pé e Cabeça; Vaquejada; e Conformação.

Entre os inúmeros craques nas pistas que acumularam mais de 100 pontos em campanha e que atingiram o Registro de Mérito Superior em Tambor e Baliza, destacam-se as fêmeas: Cromita MA 10, que somou 734,5 pontos; Kromita Comka 2F, com 450 pontos; ST Analeo (345,5 pontos); Sally Shady (197,5); Fofinha San (168,5); She’s A Shady (166,5); Henna Leo SZ (146); Fascinação Moon PI (118,5); Shady Sally Times FF (105,5); ST Creekita (105,5). Já entre os machos aparecem: Filito 2F, com 217 pontos; Thunder Leo Bar 3J, 148 pontos; e Rick RF, com 125 pontos; além dos castrados: Shady By Creek (406,5 pontos); Special Shad Jay WA (160,5); Fighter Zan PI (115); First Class Zan PI (106,5); Fireball Leo PI (103); entre tantos outros.

Shady Leo: nº 1 como avô materno e paterno

Sua marcante qualidade genética o coroou também como um excelente avô, seja materno ou paterno, ocupando o ponto mais alto do ranking. Pela ABQM superou todas as expectativas, acumulando mais de 63,5 mil pontos em 1986 netos em campanha. Em relação ao SGP – Sistema de Gerenciamento de Provas, que é baseado na soma da premiação em valores, Shady Leo é o líder como Avô Paterno, passando da casa dos R$ 14,3 milhões, e como Avô Materno, com mais de R$ 6,3 milhões.
Por todo o desempenho reprodutivo deste ícone da raça no Brasil, a ABQM lhe concedeu em 2012 o título de Hall da Fama.

Por Abdalla Jorge Abib
Contatos: (11) 99918.6501/[email protected]

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Mesmo desaparecido há 15 anos, ocupa a 25ª colocação no Ranking de Reprodutores, em todos os tempos
Além da Apartação, produziu inúmeros filhos premiados em Rédeas, Laço Individual (técnico e cronômetro), Laço Cabeça, Laço em Dupla, Team Penning, Seis Balizas, Três Tambores, Cinco Tambores e em Conformação
Nesta coluna de Abdalla Abib, ele fala do craque nas pistas de Apartação que, com um “cow sense” extraordinário e oriundo de uma nobre genética, mostrou toda sua qualidade como atleta e deixou um legado na reprodução
Dando continuidade à série sobre os ícones da raça Quarto de Milha, nosso colunista Abdalla Abib faz aqui o registro de mais um garanhão eternizado no Hall da Fama, campeão nas pistas e destaque na reprodução