Search
Close this search box.

CNA aborda expectativas e desafios da bovinocultura de corte na Agrotins

22 de maio de 2023

A palestra foi realizada no estande da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet)
Compartilhe no WhatsApp
CNA aborda expectativas e desafios da bovinocultura de corte na Agrotins

O assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, Rafael Ribeiro, falou sobre o mercado do boi gordo, expectativas e desafios do setor durante a programação da Agrotins, nesta quarta-feira (17), em Palmas (TO).

O técnico abordou ainda o uso de tecnologia, sustentabilidade, custos de produção, rastreabilidade, exportação, entre outros temas relacionados à cadeia produtiva.

A palestra foi realizada no estande da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet) na feira.

De acordo com Ribeiro, em relação ao mercado do boi gordo, houve aumento da oferta de animais para abate e, consequentemente, maior disponibilidade de carne bovina desde 2022. Por outro lado, o consumo doméstico foi prejudicado, entre outros fatores, pela queda na renda da população.

O representante da CNA afirmou que as exportações recuaram em março e abril devido à suspensão das vendas para a China, mas que as expectativas são positivas para o segundo semestre de 2023 com a retomada do mercado chinês e para outros como Estados Unidos, Oriente Médio, Chile, Indonésia, Filipinas e Egito.

Para o futuro, Ribeiro acredita ser necessário avançar cada vez mais com o uso de tecnologias na atividade para aumentar a produtividade e a sustentabilidade, além de melhorar a gestão e ampliar o uso de ferramentas de proteção de preços e custos por parte dos produtores rurais.

Febre aftosa – Outro ponto abordado por Rafael Ribeiro são os avanços na retirada da vacina contra febre aftosa que ampliam o potencial brasileiro no mercado internacional, com a possibilidade de acessar os mercados japonês e sul-coreano, que só compram de países livre de febre aftosa sem vacinação. O técnico da CNA também falou sobre a rastreabilidade individual.

Fonte: Ascom CNA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Uma vacina capaz de ajudar o criador de caprinos e ovinos a controlar a verminose, principal problema sanitário desses rebanhos no Brasil, foi validada pela Embrapa em animais da região Nordeste e apresentou um nível de eficácia entre 80% e 90% nos ovinos, e entre 60% e 70% nos caprinos.
Somado à complexa conjuntura global, o recuo das importações chinesas de leite tem mantido os preços internacionais estáveis, mas abaixo da média histórica.
Ambiente de negócios aponta para encurtamento das escalas de abate, o que pode levar ao maior apetite de compra
Pelo decreto, laticínios ou cooperativas que comprarem leite no Brasil poderão ser beneficiadas com até 50% de créditos presumidos.