Search
Close this search box.

Clima seco faz soja e trigo dispararem no começo de junho; há risco de quebra?

8 de junho de 2023

Milho cai na bolsa de Chicago, enquanto café e açúcar apresentam diferentes movimentos em Nova York; entenda o clima do mercado
Compartilhe no WhatsApp
Clima seco faz soja e trigo dispararem no começo de junho; há risco de quebra?

As principais commodities agrícolas fecharam com movimentos de alta nos contratos da soja e do trigo na bolsa de Chicago (CBOT) nesta quinta-feira, que marca o início do mês de junho. Em Nova York (ICE Futures), o café e o açúcar apresentaram movimentos distintos.

Segundo Rafael Silveira, analista da Safras & Mercado, um dos fatores que fez com que os contratos da soja e do trigo avançassem foram as previsões de clima mais seco nos Estados Unidos nas próximas duas semanas.

No entanto, o analista ressalta que não há risco de quebra, e no geral, o clima segue favorecendo o mercado, que segue com viés de baixa. Com isso, os agentes financeiros precificam o avanço acelerado das safras norte-americanas de trigo, soja e milho.

Confira o fechamento das principais commodities agrícolas:

Açúcar

O açúcar, negociado na ICE Futures, fechou com queda de 0,71%, aos US$ 0,24

Café

O contrato futuro de café para julho na ICE Futures terminou com alta de 2,46%, aos US$ 1,83

Trigo 

O cereal terminou o dia na CBOT com alta de 2,77%, aos US$ 6,10

Soja

O contrato de soja com vencimento para julho em Chicago fechou em alta de 2,28%, aos US$ 13,29

Milho

milho com contrato para julho na CBOT fechou com queda de 0,25%, aos US$ 5,92

Por Money Times

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.