Search
Close this search box.

Chuvas intensas no Rio Grande do Sul causam grandes perdas aos produtores rurais

6 de maio de 2024

Produtores rurais enfrentam desafios significativos devido às chuvas ininterruptas, resultando em perdas agrícolas e dificuldades logísticas
Compartilhe no WhatsApp
Chuvas intensas no Rio Grande do Sul causam grandes perdas aos produtores rurais

As chuvas intensas e ininterruptas no Rio Grande do Sul continuam deixando um cenário de destruição em várias regiões gaúchas que obrigaram 95,7 mil pessoas a abandonarem suas casas, entre 104,6 mil desalojados e 16,6 mil desabrigados. Dos 497 municípios gaúchos, 334 foram afetados pelas fortes chuvas, o que representa 67,2% das cidades do estado.

Chuvas traz prejuízos incalculáveis ao agronegócio do Rio Grande do Sul

Os produtores rurais estão contabilizando os prejuízos no campo. A maioria dos municípios do Vale do Taquari estão com acessos interrompidos, quedas de barreiras, pontes levadas e casas soterradas. Há informações de perdas na agricultura . Os dados ainda estão sendo levantados, mas já é possível afirmar que haverá grandes prejuízos para os produtores de arroz e de soja da região. Ambas as culturas estão em fase de colheita.

Na produção leiteira, 7,69 milhões de litros de leite não puderam ser coletados e 3.412 produtores foram prejudicados. A produção de leite está reduzida e há dificuldade em escoá-lo. Muitas propriedades estão alagadas e isoladas por causa da queda de barreiras, o que significa o não recolhimento de leite e, portanto, o não abastecimento à indústria.

O frigoríficos foram também atingidos, e estão colapsados, animais não chegam para o abate, prejudicando o abastecimento.

É necessário que sejam tomadas medidas para auxiliar os produtores rurais neste momento difícil, considerando tanto a recuperação das perdas quanto a implementação de estratégias de mitigação para futuros eventos climáticos extremos.

Por Agência Agrovenki

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Estudo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) calcula perdas superiores a R$ 1,1 bilhão na agricultura
O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, informou que a pasta será transferida de forma itinerante para o Rio Grande do Sul (RS) na próxima semana.
Iniciativa é coordenada pela Associação Brasileira de Criadores de Ovinos
ExpoQueijo Brasil, em MG, destaca crescimento do setor e impulsiona investimentos