Search
Close this search box.

Cabra da PB produz 13,6kg de leite em um dia e bate recorde: ‘o pequeno também consegue grandes conquistas’, diz criador

16 de novembro de 2023

Animal pode ter quebrado também o recorde mundial de produção diária de leite.
Compartilhe no WhatsApp
Cabra da PB produz 13,6kg de leite em um dia e bate recorde: 'o pequeno também consegue grandes conquistas', diz criador

A cabra Verão, natural da cidade de Prata, no Cariri da Paraíba, quebrou o recorde nacional de produção diária de leite enquanto participava do Torneio de Cabras Leiteiras da Expo Monteiro 2023 na sexta-feira (10). O animal produziu 13.690kg de leite em um dia para conquistar o recorde.

A cabra Verão é criada por João Luiz no município de Prata, no Cariri paraibano, desde 2017.

O animal pode também quebrar o recorde mundial se for reconhecida pelo Guinness World Records. A ABCC está preparando a documentação para solicitar a validação do reconhecimento internacional para a cabra Verão.

O antigo recorde de produção diária de leite pertenceu por 12 anos à cabra Priscila, natural de Pernambuco, quando sua produção chegava aos 13,106kg de leite por dia.

De acordo com o presidente da Associação Paraibana dos Criadores de Caprinos e Ovinos (APACCO), Antônio Costa, em outubro de 2023, durante a Festa do Boi, em Natal, uma cabra quebrou o recorde de Priscila, produzindo um total de 13.207kg. Porém, 20 dias depois, Verão ultrapassou essa marca, produzindo 13.690kg de leite em um dia.

Quebra do recorde nacional

A quebra do recorde feita por Verão foi atestada pela Associação Brasileira de Criadores de Caprinos (ABCC) nesta segunda-feira (13).

“Partindo do princípio que todas as etapas do circuito APACCO são chanceladas pela ABCC e que não existe outro registro com esses números, nos permite afirmar que esse recorde é nacional”, afirmou o presidente da ABCC, Pedro Martins.

Com a súmula com todos os atos que aconteceram na Expo Monteiro, a equipe técnica da ABCC vai fazer a formalização da certificação.

Criador celebra conquista

image 12
Cabra Verão e seu criador durante exposição em Monteiro, PB — Foto: João Luiz/Arquivo Pessoal

O criador João Luiz explicou ao g1 que desde o ano em que foi adquirida, o trabalho para transformar o animal em um potencial produtor de leite foi iniciado.

“Comprei esse animal com 30 dias de nascido, e desde então iniciei com a criação de cabra leiteira em 2017, e há uns cinco meses me dediquei só a ela. Ela já tem seis anos, cinco crias. Um animal que sempre se destacou no leite”, relatou João Luiz.

Feliz com o título e o reconhecimento, João Luiz celebrou a conquista da cabra, enfatizando a força que o animal tem para produzir leite.

image 13
ecorde nacional de produção diária de leite é quebrado por cabra na Paraíba — Foto: João Luiz/Arquivo Pessoal

“Essa conquista de Verão mostra a força, o poder que ela tem. Toda vez que foi preciso ela provar alguma coisa, ela vem com esses resultados, com essas conquistas”, disse João Luiz, celebrando a conquista do animal.

Candidata a recorde mundial

A cabra Verão ainda pode alçar voos mais altos com sua alta produção de leite. Isso porque os 13.690kg de leite produzido pela cabra paraibana podem ser reconhecidos mundialmente. Com o reconhecimento da Associação Brasileira de Criadores de Caprinos (ABCC), o órgão está reunindo a documentação para que o Guinness Book reconheça o título mundialmente.

“Estamos formalizando as tratativas junto aos órgãos competentes neste sentido [para que haja o reconhecimento mundial]. O que podemos afirmar é que trata-se, hoje, do recorde nacional, no entanto, para que seja oficialmente mundial, temos que cumprir as formalidades previstas. Iniciamos [a documentação] através do nosso departamento jurídico a construção destas tratativas. Ainda não sabemos [quando o Guinness vai atestar o recorde]”, explicou Pedro Martins, presidente da ABCC.

Por G1 Paraíba

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Entre janeiro e junho, foi exportado quase o mesmo volume de peixes, em valores, de todo o ano passado
Doença em um aviário comercial no Rio Grande do Sul gerou fortes reflexos para os frigoríficos na B3
No periódico Current Microbiology, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Alimentos descreveram três cepas de bactérias do gênero Lactobacillus em queijos que podem beneficiar a saúde humana e atender às demandas da indústria queijeira