Search
Close this search box.

BRF vê China retornando à normalidade e pronta para maior demanda, diz CEO

3 de fevereiro de 2023

Dados apontam que o consumo da China voltou aos padrões pré-pandemia, referindo-se a viagens e pessoas comendo fora
Compartilhe no WhatsApp
BRF vê China retornando à normalidade e pronta para maior demanda, diz CEO

A BRF está otimista com a reabertura da China depois que as comemorações do Ano Novo sinalizaram um retorno à normalidade no gigante importador de alimentos, disse o CEO da companhia, Miguel Gularte, em evento nesta terça-feira. Gularte afirmou que o comportamento dos consumidores da China voltou aos padrões pré-pandemia, referindo-se a viagens e pessoas comendo fora durante o feriado chinês.

Ele acrescentou que a empresa fez investimentos durante a pandemia e está preparada para atender ao aumento da demanda por alimentos.

image 3
Miguel Gularte

Gularte, que assumiu o comando da empresa em agosto, disse que a perspectiva positiva ocorre em meio à reestruturação da BRF.

“Temos a tranquilidade de saber que o que produzimos vamos vender”, disse ele. “Este é um setor onde a demanda supera a oferta”.

BRF pronta “para evoluir e criar valor”

O executivo ressaltou que a BRF fez sua lição de casa após anos de mudanças de gestão e desempenho operacional fraco. Ele disse que a empresa está pronta “para evoluir e criar valor”.

Como parte da reviravolta, Gularte disse que a BRF está empenhada em flexibilizar as operações, o que significa que a empresa pretende capturar mais rapidamente as oportunidades de vendas de alimentos, seja no mercado interno ou externo.

Isso, juntamente com as melhorias operacionais internas em andamento, permitirá transformar a BRF mais rapidamente do que o mercado supunha, disse Gularte. A companhia é a maior exportadora de frango do mundo.

Ao longo dos anos, a concorrência de frigoríficos como o JBS e as más decisões de seus gestores fizeram com que a empresa perdesse parte de seu destaque, embora continue grande.

Gularte disse que a BRF abate 10 milhões de suínos por ano e 1,5 bilhão de frangos.

Além da China, o Oriente Médio continuará sendo um mercado prioritário para a BRF, onde é um dos principais fornecedores de alimentos halal, que são produzidos de acordo com as exigências da religião muçulmana.

Ele acrescentou que as economias da região são menos suscetíveis a turbulências, e isso ajuda a BRF a capitalizar onde já é forte.

A companhia processa suínos e aves e obtém a maior parte de sua receita no Brasil, onde planeja aumentar a participação de mercado de suas conhecidas marcas Sadia, Perdigão e Qualy, completou o CEO.

Por Reuters / Isto é Dinheiro

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Número de empregados no setor atinge maior patamar desde 2012; informação é do boletim sobre o Mercado de Trabalho do Agronegócio em Goiás
Descubra como a GENEX Brasil está comprometida com o desenvolvimento da pecuária brasileira através do programa “Encontros que Conectam”, focado no aprimoramento da pecuária de cria e destacando a liderança feminina no setor.
Em seu relatório mais recente sobre oferta e demanda, divulgado em 11 de abril, o USDA estimou que a colheita brasileira atingirá 155 milhões de toneladas, o mesmo número apresentado no mês anterior