Brasil fatura mais de US$ 1,21 bilhão em exportações de frutas

Com a procura internacional crescente, o clima favorável para a produtividade, a qualidade dos produtos e os novos mercados crescem as vendas externas da fruticultura brasileira
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Brasil fatura mais de US$ 1,21 bilhão em exportações de frutas
As exportações brasileiras de frutas foram superiores tanto em volume quanto em receita – Foto: Divulgação/MAPA

Um recorde histórico de exportações de frutas em 2021 foi alcançado pelo Brasil, apontam os dados apresentados no Boletim Hortigranjeiro 2022, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

No ano, as exportações de frutas do Brasil foram superiores tanto em volume quanto em receita. O faturamento superou US$ 1,21 bilhão, sendo 20,39% acima do computado até dezembro de 2020. O volume total de frutas frescas enviadas ao exterior foi de 1,24 milhão de toneladas, superior em 18,13% em relação ao mesmo período do ano anterior,

Dentre as frutas mais exportadas pelo Brasil em 2021 estão: mangas, com US$ 248 milhões e 20% do total exportado no período; melões, com US$ 165 milhões e 14% de participação; uvas, com US$ 155,9 milhões e 13%; nozes e castanhas, com US$ 151,9 milhões e 13%; limões e limas, com US$ 123,8 milhões e 10% de participação.

As exportações das frutas nacionais em 2021 tiveram como principais destinos a União Europeia (48%), os Estados Unidos (16%), o Reino Unido (14%), a Argentina (4%) e o Canadá (3%).

Tabl 1

Outros destaques

O coordenador-geral de Estatística e Análise Comercial da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do MAPA, Gustavo Cupertino, destaca que alguns fatores favoreceram o crescimento das exportações.

“Possivelmente, a retomada da economia mundial e a procura por alimentação saudável em um ambiente de pandemia. Além disso, temos que destacar a qualidade dos produtos brasileiros, bem como a proximidade do maior comprador”.

Para o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Sergio De Zen, o aumento nas exportações indica uma recuperação. “A demanda internacional aquecida, o clima favorável para a produtividade e a qualidade de diversas culturas foram fundamentais para que as vendas de frutas para o mercado externo ultrapassassem a marca de 1 milhão de toneladas. Também é importante destacar que este novo recorde não se deu apenas com a recuperação dos mercados já existentes, mas também com a abertura de novos mercados – resultado dos trabalhos de novos acordos bilaterais liderados pelo Ministério”. Desde 2019, já foram abertos mais de 150 novos mercados externos para produtos agropecuários.

Fonte: MAPA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Grãos
O Indicador CEPEA/ESALQ informa que o algodão, com pagamento em 8 dias já opera acima de R$ 8/libra-peso
AgriculturaHortifruti
O boletim Prohort da Conab aponta também, entre outras coisas, alta nos preços da batata, cebola e do tomate nos mercados atacadistas estudados
AgriculturaCafé
Cientistas da Embrapa e IAC criaram um método para identificar na planta do café arábica, uma mutação do gene relacionado à enzima que sintetiza a cafeína
AgriculturaHortifruti
Relatório da FAESP indica que São Paulo ocupa as melhores posições na produção de várias frutas como limão e laranja, além de movimentar R$ 13 bilhões