Search
Close this search box.

Bom momento do leite puxa venda de sêmen no 1º trimestre, aponta Asbia

23 de maio de 2023

O volume, o maior em 5 anos, refere-se à venda de sêmen para os clientes finais
Compartilhe no WhatsApp
Bom momento do leite puxa venda de sêmen no 1º trimestre, aponta Asbia

A elevação do preço do leite ao produtor nos últimos meses foi o principal responsável pelo aumento de 14% das vendas de sêmen de aptidão leiteira nos primeiros três meses de 2023, de acordo com o Index Asbia. No período, foram comercializadas 1,27 milhão de doses de sêmen para leite contra 1,11 milhão de doses no ano passado. O volume, o maior em 5 anos, refere-se à venda para os clientes finais.

“Esses números estão perfeitamente alinhados ao cenário atual do leite. Os preços ao produtor fecharam 2022 na casa do R$ 2,65 o litro e estão em R$ 2,81, segundo o Cepea. O grande impacto da genética superior nos rebanhos, se perpetuando e resultando em animais cada vez mais produtivos, atrai os produtores para a inseminação e esse processo é irreversível”Cristiano Botelho, executivo da Asbia

O mercado foi bem abastecido com a importação de 772.831 doses de sêmen para leite, 4,31% maior que nos três primeiros meses de 2022. A coleta (mais de 556 mil doses) foi a segunda maior dos últimos cinco anos. As exportações registraram 85.756 doses, de acordo com o segundo melhor desempenho dos últimos anos no primeiro trimestre, atrás também apenas de 2022 (144.050 doses exportadas).

asbia index primeiro tri foto texto comunicacao 1

“O primeiro trimestre de 2023 foi de muita movimentação na genética, especialmente no segmento de leite. Além disso, exportamos para oito países e houve crescimento do envio de doses para quatro das cinco regiões do país. A genética bovina leiteira se consolida cada vez mais como um investimento vital para o aumento da produtividade e desenvolvimento do setor”, complementa Botelho.

Já a produção de doses de sêmen com aptidão para corte foi 32,6% menor em comparação com o mesmo período de 2022. Foram importadas 176.887 doses e exportadas cerca de 48 mil. A prestação de serviço saltou 7,5%. Cerca de 2,5 milhões de doses foram vendidas a pecuaristas em todo o país – recuo de 12,3% em comparação a 2022.

“Consideramos o cenário para a pecuária de corte equivalente ao de 2023. O uso da inseminação artificial é crescente em que pese o ciclo de baixa da atividade. Cada vez mais produtores são atraídos pela IA e a tendência é de volta de crescimento do desempenho nos próximos meses”, ressalta o executivo da Asbia.

Por Rural News

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Gravada e publicada em parceria com o Chef de cozinha Jimmy Ogro, a série que desmistifica a suinocultura a carne suína já soma quase 120 mil visualizações no Instagram
Uma jornada de imersão na pecuária de confinamento americana revela práticas inovadoras e abre novas perspectivas para o agronegócio brasileiro
A feira contou com 1500 animais de 160 expositores das raças Girolando, Gir Leiteiro, Holandês, Guzerá, Guzolando, Jersey, Simental e Búfalos
Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor