Search
Close this search box.

Blockchain no agronegócio: projeto entrega rastreabilidade por QR Code

21 de setembro de 2023

Cadeia de produção no agronegócio é otimizada por uso da tecnologia blockchain e QR Codes; projeto também facilita o rastreamento da redução de carbono
Compartilhe no WhatsApp
Blockchain no agronegócio projeto entrega rastreabilidade por QR Code

A Uisa, uma das maiores biorrefinarias do Brasil, está dando uma nova aplicação à tecnologia blockchain para além das criptomoedas. Por meio de uma parceria com a Sensedia, empresa que apoia empresas a se tornarem digitais, a tecnologia blockchain será usada para promover a rastreabilidade da cadeia de produção e da redução de carbono para o consumidor.

O objetivo do projeto, segundo as empresas em um comunicado, é alcançar uma maior transparência de dados no agronegócio brasileiro. A tecnologia blockchain foi escolhida com o intuito de capitanear a cadeia produtiva da Uisa, que possui 90 mil hectares de fazenda, e automatizar seus processos garantindo conectividade e segurança para a integridade dos dados.

Isso pode ter impacto no agronegócio brasileiro, setor que busca cada vez mais a integração com o mundo digital.

Sendo uma das maiores biorrefinarias do Brasil, a Uisa conta com um modelo de negócio que permite a transformação de matérias-primas renováveis e seus resíduos em biocombustíveis, biometano, energia limpa, alimentos e mais. Localizada no estado de Mato Grosso, uma região com uma das maiores biodiversidades do mundo, a empresa tem como objetivo a maximização da sustentabilidade e a redução das emissões de carbono a partir do processamento de biomassas.

Blockchain no agronegócio

“No setor não se vê blockchain, então temos orgulho em ser a primeira empresa a utilizar essa ferramenta com o objetivo de passar transparência, mostrando em detalhes a cadeia produtiva e o histórico da produção do produto que está na prateleira do supermercado. Quando o consumidor conseguir checar com um QR Code todo o processo produtivo, ele saberá exatamente tudo que está comprando, gerando um ganho de imagem imensurável para a marca, além da segurança alimentar para o cliente”, disse Rodrigo Gonçalves, diretor de tecnologia e inovação da Uisa.

A parceria da Uisa com a Sensedia se deu em 2022, quando ambas passaram a estudar os potenciais impactos da tecnologia nos negócios da biorrefinaria. O projeto final foi lançado em abril de 2023 e as empresas esperam que ele possa servir de benchmarking para outros países.

“A Sensedia entrou para conectar uma série de sistemas diferentes, e foi o motor para unificar todo o ecossistema com a camada blockchain e passar segurança ao processo, sendo um orquestrador entre a companhia e toda a plataforma blockchain. E, quando há algum contratempo na cadeia, é a Sensedia quem nos avisa para que a equipe técnica entre em ação e resolva a situação”, explicou Rodrigo.

Por Exame

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior