Search
Close this search box.

Bioeconomia florestal no norte do Brasil tem R$ 30 milhões para investir em projetos    

25 de maio de 2023

Recurso vem da parceria de Embrapii e BNDES para incentivos por meio do Inova+ Indústria Digital e Sustentável
Compartilhe no WhatsApp
Bioeconomia florestal no norte do Brasil tem R$ 30 milhões para investir em projetos Leia mais em: https://forbes.com.br/forbesagro/2023/05/bioeconomia-florestal-no-norte-do-brasil-tem-r-30-milhoes-para-investir-em-projetos/
Foto: Embrapa/Divugação

A Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento) colocaram à disposição das empresas da região Norte R$ 30 milhões destinados a projetos na área de bioeconomia florestal. O recurso é parte dos R$ 145 milhões que cabem ao programa Inova+ Indústria Digital e Sustentável, que tem como objetivo estimular a inovação industrial em sete áreas estratégicas, entre elas a bioeconomia florestal. A Embrappi é uma organização social criada em 2013, com apoio governamental, que fomenta a  pesquisa tecnológica e a inovação na indústria brasileira.

“O Norte do Brasil tem um potencial muito grande a ser explorado para a bioeconomia florestal. Essa é uma área de atuação que traz muito desenvolvimento tecnológico, econômico e, especialmente, social, pois são locais que necessitam de geração de emprego e renda”, diz Igor Nazareth, presidente interino da Embrapii. “Por essa razão e por ser uma área focada em sustentabilidade, temos condições diferenciadas para as empresas localizadas nessa região.”

Para ampliar os projetos de inovação na região Norte, a Embrapii credenciou mais quatro institutos de pesquisa como suas unidades: Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Tocantins (UFT), e Instituto Senai de Inovação (ISI) do Pará. Juntas, elas receberão um investimento de R$ 9,6 milhões.

“A ação foi desenhada para trabalhar com as características da indústria e do potencial econômico da região. Essa iniciativa se complementa à presença da Embrapii no Norte, que já tinha duas unidades em Manaus, mas dessa vez com o foco específico em sustentabilidade”, disse Marcela Mazzoni, Gerente de Novos Programas e Parcerias Estratégicas da Embrapii.

A Embrapii já apoiou 35 empresas da região Norte do país no desenvolvimento de um total de 52 projetos de inovação tecnológica. Destes, 15 estão concluídos e resultaram em oito pedidos de Propriedade Intelectual. O investimento alavancado chegou a R$ 89,13 milhões.

No próximo dia 30 de maio, a Embrapii e o BNDES realizam em Belém (PA), um encontro. Além de assinaturas de acordos estão previstas uma série de palestras e depoimentos de empresas já que já receberam apoio. No total, são sete projetos, de oito empresas contratantes, que serão apresentados. Juntas, as iniciativas já alavancaram R$ 14,5 milhões em investimentos.

Como regra,  empresas de grande porte, com ROB (Receita Operacional Bruta) superior a R$ 90 milhões, recebem até 1/3 do valor dos projetos em recursos. Já startups e MPEs, ou projetos cooperativos que envolvam ao menos uma empresa com ROB inferior a R$ 90 milhões, podem ser beneficiadas com até 50% do valor do contrato. Para estimular a inovação no Norte, as empresas da região também podem receber até 50% do valor dos contratos, independente da receita operacional.

Por Forbes

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior
Programas de destaque incluem “Vivenciando a Prática”, que já mostrou realidade do agronegócio a mais de 30 mil estudantes e professores, e a Agroteca Digital
O estudo indicou que a conectividade no agro, que antes era uma novidade, agora se tornou uma tendência emergente.