Search
Close this search box.

BB e startups estruturam projeto de modernização da pecuária

28 de janeiro de 2024

O Banco do Brasil e as startups iRancho, Traive e MyCarbon vão formalizar uma parceria para colocar de pé o projeto batizado de “Pecuária do Futuro”.
Compartilhe no WhatsApp
BB e startups estruturam projeto de modernização da pecuária

O objetivo é investir em inovação, com a aplicação de novas tecnologias de gestão, rastreabilidade e geração de crédito de carbono capazes de modernizar a criação de gado de corte no país, promover um modelo de negócios sustentável e aumentar os lucros dessa atividade.

Um acordo de cooperação em inovação será assinado entre BB e as três agtechs durante a 36ª edição do Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), no início de fevereiro.

Com o projeto, os parceiros querem também acelerar a recuperação das pastagens degradadas já mapeadas pelo banco, em consonância com o programa recém-lançado pelo governo federal para a mesma finalidade.

A iRancho é uma startup brasileira de gestão pecuária. O Banco do Brasil é sócio da empresa, com a qual já tem parcerias para projetos de rastreabilidade. A Traive é uma agtech que usa a tecnologia de inteligência artificial para calcular o perfil de risco de crédito de produtores rurais e atua como correspondente bancária do BB. A MyCarbon é uma subsidiária da Minerva Foods focada em desenvolvimento e comercialização de créditos de carbono.

O novo modelo de negócio da “Pecuária do Futuro” foi testado em um projeto-piloto em Araguaína (TO), em outubro de 2023. O teste envolveu desde a oferta de crédito rural para a recuperação das pastagens até a apresentação e aplicação de soluções nas áreas de gestão da propriedade, rastreabilidade dos bovinos e emissão de créditos de carbono. Segundo o BB, se essas inovações forem utilizadas de forma integrada, trarão benefícios para toda a cadeia produtiva.

A parceria inclui o compromisso do Banco do Brasil de destinar crédito para o financiamento desses pacotes tecnológicos, além do recurso para a conversão das pastagens. De 1º de julho de 2023 a 10 de novembro de 2023, o banco desembolsou R$ 507 milhões para a recuperação de cerca de 111 mil hectares.

“A pecuária brasileira está prestes a dar um salto significativo em direção a um futuro ainda mais sustentável”, disse o diretor de Agronegócios e Agricultura Familiar do BB, Jayme Pinto Júnior.

A cerimônia no Paraná terá a apresentação detalhada do programa e será acompanhada por palestras técnicas. O BB não informou valores específicos que serão destinados para o financiamento dos investimentos em tecnologia e inovação nem se há uma meta de área a ser contemplada com o novo modelo de negócio pecuário. O crédito para a conversão de pastagens faz parte dos valores já disponíveis nas linhas do Plano Safra e outras que poderão ser implementadas no Programa Nacional de Conversão de Pastagens Degradadas em Sistemas de Produção Agropecuários e Florestais Sustentáveis (PNCPD).

O BB participou ativamente da elaboração do programa. A área técnica do banco mapeou cerca de 101 milhões de hectares de pastagens no país com algum nível de degradação, de moderado a severo, o que gera perdas substanciais de produtividade.

A meta do governo federal é recuperar 40 milhões de hectares de áreas degradadas no programa. São locais com alta aptidão para conversão em lavouras ou para recuperação da qualidade das pastagens. “O PNCPD tornará a pecuária brasileira ainda mais produtiva e sustentável, fato que reforça o protagonismo do agronegócio brasileiro no mercado mundial e atrai investidores”, completou Jayme Pinto Júnior.

Por Globo Rural

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Produtores do Vale do São Francisco utilizam técnicas de esterilização de machos e captura das pragas com armadilhas no campo
A nanotecnologia integra conhecimentos da química, biologia, eletrônica, computação e física para estimular o crescimento de plantas.
O estudo indicou que a conectividade no agro, que antes era uma novidade, agora se tornou uma tendência emergente.